iranyszekelyfold.info

Hospedagem de arquivos em português do futuro

LIVRO DE MAX LUCADO ELE AINDA REMOVE PEDRAS DOWNLOAD GRÁTIS


Livro Ele Ainda Remove Pedras (Max Lucado) - Download, comparar e baixar melhor preço. Comparar . de Rubem Alves. Entregas grátis a partir de 30€. O livro Ele Ainda Remove Pedras (Max Lucado), da Editora CPAD trás histórias da pirataria e a Editora desse livro ainda não liberou o download parcial ou completo da obra. Receba os melhores livros evangélicos em seu email grátis!. Publicado às × em Ele Ainda Remove Pedras (Max Lucado) O livro digital (ebook) “livro-ele-ainda-remove-pedras” está disponível para download Você não precisa fazer o download para ler o livro, utilize no “Visualizador de PDF” abaixo (caso Receba os melhores livros evangélicos em seu email grátis !.

Nome: livro de max lucado ele ainda remove pedras download grátis
Formato:ZIP-Arquivar (Livro)
Sistemas operacionais: Android. Windows XP/7/10. iOS. MacOS.
Licença:Grátis!
Tamanho do arquivo:14.50 Megabytes

Precisamos da ajuda de alguma fonte externa. O que se passava por sua mente enquanto Maria dava à luz? Às vezes, o discipulado se define dessa maneira: ser uma pessoa normal. Todos procuravam manter tanta distância de Mateus quanto possível. Depois, precisam de algo mais suave, mais doce: a flauta. O que faz com que as pessoas prefiram as tradições de ontem a vida de hoje com Deus? Quebrando a Rotina;. Você foi adotado Romanos Eu sei. Três mostraram interesse, e uma dessas três, a Tyndale House Editora Tyndale , me enviou um contrato. Ela era mesmo uma meretriz que cuidava de seu pequeno prostíbulo na zona dos bordéis de Jericó. É sobre mim. A bondade é contagiosa, e Gordon adere à causa. Você também tem alguma dessas características? Você mudaria?

O livro Ele Ainda Remove Pedras (Max Lucado), da Editora CPAD trás histórias da pirataria e a Editora desse livro ainda não liberou o download parcial ou completo da obra. Receba os melhores livros evangélicos em seu email grátis!. Publicado às × em Ele Ainda Remove Pedras (Max Lucado) O livro digital (ebook) “livro-ele-ainda-remove-pedras” está disponível para download Você não precisa fazer o download para ler o livro, utilize no “Visualizador de PDF” abaixo (caso Receba os melhores livros evangélicos em seu email grátis !. Max é iluminado e seus livros são sempre maravilhosos. Em “Ele ainda remove pedras”, Lucado aborda sentimentos presentes em todos nós e em como. Ele Ainda Remove Pedras. Cód: Nome do Autor; Max Lucado. Categoria. Livros; Devocional Ele Escolheu os Cravos . Ainda estou lendo Amei o livro. Max Lucado Baixe no formato DOC, PDF, TXT ou leia online no Scribd. Sinalizar Ele Ainda Remove Pedras: Você Também Precisa de um Milagre. MAX.

Joy ficou surpresa. Para pegar uma pedrinha e matar um gigante como Golias. Para que três regos e duas estacas se tornassem a esperança da huma- nidade. O segundo fica próximo a um poço. Um cântaro. Um cântaro esquecido. De que forma Jesus usa as próprias neces- sidades como ferramentas de evangelismo v. O que podemos aprender com isso?

O que ela faz? Seja específico. Da próxima vez que você se sentir oprimido pelas marés da futilidade, pegue essa lista e leia.

Você conhece alguém como Grace Llewellen Smith? O que pode fazer para ajudar gente assim a se sentir mais valori- zada?

E a casa encheu-se com a fragrância do perfume. Namorei uma menina que fazia coreografias. Aprendi a polir sapatos brancos dentro do ônibus da escola. E aprendi alguns fatos interessantes sobre harmonia que transmi- tirei a você. Eu marchava perto do tocador de bumbo. Que grande som. E no fim do meu lado da banda marchava a turma das flautas. Sussurrando, subindo até chegar nas nuvens. A minha frente, bem diante da minha fila, estava o nosso prin- cipal trompetista.

Enquanto alguns rapazes se dedicavam ao basquete ou dirigiam carros tunados, ele tocava trompete. E era muito bom naquilo. Ele era capaz de elevar o espírito. As flautas e os trompetes possuem sons bem diferentes. Eu disse que aprendi um monte de coisas na banda.

A flauta sussurra. O trompete grita. A flauta conforta. O trompete anuncia. As pessoas só conse- guem ouvir seu som forte por determinado período de tempo.

Depois, precisam de algo mais suave, mais doce: a flauta. É por isso que você precisa também do bumbo. Mas quem quer um bumbo tocando sozinho? Você assistiria a um concerto de uma centena de bumbos? Mas que banda sobrevi- veria sem bumbos, sem flautas ou sem trompetes? A flauta suave precisa do trompete impetuoso que precisa do bumbo cadenciado que precisa da flauta suave que precisa do trompete impetuoso Captou a idéia?

A palavra que une tudo é "precisa". Os instrumen- tos precisam uns dos outros. Juntos, porém, produzem encanto. Precisamos uns dos outros. Alguns mantêm a cadência, ao passo que outros lideram a banda. E nem todos nós temos a mesma capacidade. Alguns precisam estar no meio de campo para hastear a bandeira.

Mas cada um de nós tem o seu lugar. Alguns tocam o bumbo como Marta. Outros tocam a flauta como Maria. Nenhum deles se ressentia pela capacidade dos outros. Nenhum deles tentava superar os demais. Todos os três trabalhavam juntos com um só propósito.

Mas cada um cumpria seu propósito de maneira singular. Marta servia; sempre mantinha todas as coisas e pessoas em ordem. Três pessoas, cada uma com uma habilidade diferente, uma capa- cidade diferente.

Mas todas com valor equivalente. Toda igreja precisa de uma Marta. Vamos mudar a frase: toda igreja precisa de uma centena de Martas. Elas arregaçam a manga da camisa para manter o ritmo da igreja. Por causa das Martas, o orçamen- to da igreja se equilibra, os bebês dormem tranquilos durante o culto e o novo templo da igreja é erguido.

Elas con- tinuam funcionando sem parar. Lembra quando Marta fez isso? Ainda jovem, ela convidou Jesus para jantar. Jesus aceitou e levou os discípulos. Que coisa sem sentido!

Que coisa irrelevante! Dize-lhe que me ajude! Ah, meu Deus! Que falta de paciência. De repente, Marta deixou de servir a Jesus para fazer-lhe exigências.

O ambiente foi tomado pelo silêncio. Os discípulos baixaram os olhos. Maria ficou enrubescida. E aí, Jesus fala. Aparentemente, Marta captou a mensagem, pois mais tarde a encontramos servindo de novo.

Ali prepararam um jantar para Jesus. E qual é a parte de Maria no jantar? Ela traz um frasco de um perfume muito caro e o derrama nos pés de Jesus; em seguida, seca-os com os próprios cabelos. O aroma do perfume toma conta da casa, assim como o som de louvor pode encher uma igreja.

Se fosse antes, Marta teria oferecido resistência. Um ato como aquele seria um desperdício, uma extravagância, uma generosidade excessiva. Marias têm um pé no céu e o outro nas nuvens.

LUCADO ELE DOWNLOAD GRÁTIS AINDA REMOVE LIVRO DE PEDRAS MAX

Muito melhor é pedir que orem por você. E o que eu faço. Precisamos delas para orar por nossos filhos. Precisamos delas porque temos a tendência de esquecer como Deus gosta de ser adorado. Elas sabem que Deus deseja ser reco- nhecido como Pai. Sabem que um pai, mais do que tudo, gosta de ver os filhos sentados a seus pés e de passar um tempo com eles. Elas precisam meditar com frequência em Lucas Ele precisa se lembrar de que nem todo mundo toca trompete. Veja bem, até onde sabemos.

Ele tinha um testemunho a dar — e que grande testemunho era o dele! Imagine-o contando: Sempre fui um sujeito legal. Pagava minhas contas. Até gostava de andar com Jesus. Eu ficava à distância. Nada pessoal. E depois, morri. Sério, morri de verdade. Mortinho da silva. Frio como uma pedra. Nenhum sinal de vida. Morri para tudo. Aí eu encontrei a vida na sepultura. Jesus me chamou do lado de fora. E quero que você saiba que ele pode fazer o mesmo por sua vida. Deus deu a Marta o bumbo do serviço.

Deus entregou a Maria a flauta do louvor.

MAX LUCADO AINDA DOWNLOAD REMOVE ELE DE LIVRO GRÁTIS PEDRAS

Deus ainda entrega trompetes. Deus ainda faz com que algumas pessoas deem um testemunho do tipo "me belisca porque acho que estou sonhando" ou "é bom demais para ser verdade". Quem deseja uma banda cheia de trompetes? Alguns convertem os perdidos. Outros encorajam os salvos. Lembre o restante das pessoas que todas elas também têm uma história para contar.

Nós também morremos e ressuscitamos. Cada um de nós tem lugar reservado à mesa. Embora ele estivesse perto de Jesus por tanto tempo quanto todos os outros, estava muito distante em termos de fé.

Seu nome era Judas. Quando Maria derramou o perfume, ele simulou espiritualidade. Durante todos aqueles anos, ele se aproveitara do fato de ser o tesoureiro do grupo para roubar. Mas, ao mesmo tempo, que final apropriado. Você é um Judas? Faço essa pergunta com muito cuidado, embora de maneira sincera. Você se beneficia da igreja, mas nunca entrega nada a ela? Doa só os restos enquanto os demais se sacrificam? Você só recebe, recebe, recebe, mas nunca entrega nada? Se é assim, você é o Judas dessa história.

Se é uma Marta, mantenha o vigor. Deus olha para o seu serviço.

Se é um Judas, tome cuidado. Deus enxerga o seu egoísmo. Marias precisam se lembrar de que o serviço também é uma maneira de adorar. De que maneira o serviço também é uma maneira de ado- rar? O que essa passagem nos ensina a respeito da unidade?

O que ensina sobre diversidade? Davi tinha dito: "De nada adiantou proteger os bens daquele homem no deserto, para que nada se perdesse. Ele me pagou o bem com o mal. Ela caiu a seus pés e disse: "Meu senhor, a culpa é toda minha. Por favor, permite que tua serva te fale; ouve o que ela tem a dizer.

Ele é insensato, conforme o significado do seu nome; e a insensatez o acompanha. Ouvi o que você disse e atenderei o seu pedido. Ele ouve os lamentos dos moribundos e sente o fedor dos mortos. A difteria havia drenado a ambas.

Como a guerra foi dura com ele Gordon entrara na Segunda Guerra Mundial quando ainda estava na faixa dos 20 anos e era um soldado robusto da Agyle e Sutherland Brigade, da Escócia. No entanto, foi capturado pelos japoneses. A Escócia parecia distante para sempre. Quem distribuía as rações enganava os demais para manter para si uma quantidade extra.

A lei da selva se tornara a lei do campo de prisioneiros. A morte por doença supera a vida em Chungkai. Limpam as feridas inflamadas de Gordon e massageiam suas per- nas atrofiadas. A força de Gordon volta aos poucos, e junto com ela, sua dignidade. A bondade é contagiosa, e Gordon adere à causa.

Ele começa a cuidar dos doentes e a compartilhar suas rações. Outros soldados fazem o mesmo. Com o tempo, a atmosfera no campo de prisioneiros se torna menos tensa e mais iluminada. O sacrifício substitui o egoísmo.

livro-ele-ainda-remove-pedras

Aos poucos, porém, fomos sendo libertados de sua força destrutiva [ Amor [ Assim como a sala de reuniões de uma grande empresa, o quarto de alguns casais ou até mesmo uma fazenda. Cada um por si. É a lei do mais forte. Os pronomes possessivos dominam a linguagem de seu círculo de relacionamentos? Minha carreira, meus sonhos, minhas coisas. Afinal, você sabe como esse mundo pode ser selvagem. Ainda assim, de vez em quando, um dia- mante brilha no meio da lama. Ela viveu na época de Davi e era casada com Nabal, cujo nome em hebraico significa "tolo".

Ele viveu para justificar esse nome. Possuía bois e ovelhas, dos quais se orgulhava. Sua adega estava sempre cheia. A vida sexual também era muito ativa. Circulava em uma enorme limusine. Ele era " Especialmente Davi. Davi era uma espécie de Robin Hood do deserto. Ele e seus seis- centos soldados protegiam os fazendeiros e os rebanhos dos ladrões e beduínos.

Ambos eram fortes e obstinados. A encrenca começou a ganhar corpo depois da colheita. Tempo de largar o arado e os rebanhos para aproveitar o fruto de tanto trabalho. Davi ouve falar da festa e acredita que seus homens devem parti- cipar também.

Afinal de contas, eles protegeram as plantações e as ove- lhas daquele homem, patrulharam as montanhas e tomaram conta dos vales. Eles merecem um pouco de generosidade. Por favor, dê a nós, seus servos, e a seu filho Davi o que puder" 1 Samuel Nabal, rude como ele só, acha engraçada e ridiculariza a idéia de Davi: "Quem é Davi?

Quem é esse filho de Jessé? Nabal finge que nunca ouviu falar de Davi, comparando-o com escravos fugidos e vagabundos. Tal insolência enfurece os mensageiros.

Ele instrui seus homens a se organizar. Ou, mais precisamente, a colocar as "espadas na cintura" 1 Samuel Quatrocentos homens montam e par- tem. Soltam fogo pelas narinas. Espere um pouco.

Isso é o velho oeste americano no Antigo Oriente. Uma margarida floresce no meio do deserto; um cisne pousa no meio de um frigorífico; uma brisa perfumada se espalha pelo alojamento dos homens. Abigail, esposa de Nabal, aparece no meio do caminho. Cérebro e beleza. Abigail colocou as duas coisas para funcionar.

Sem falar nada ao marido, ela juntou presentes e correu para intercep- tar Davi. Os quatrocentos homens interromperam sua cavalgada. Alguns arregalaram os olhos com tanta comida; outros ficaram fascinados com aquela mulher. Por favor, permite que tua serva te fale; ouve o que ela tem a dizer" 1 Samuel Incapaz de tirar da cabeça a lembrança daquela bela mulher no meio da estrada, ele faz uma proposta de casamento, e ela aceita. A gentileza de Abigail reverteu um rio de ira.

A humildade tem esse poder. Ramos de oliva possuem maior potencial para produzir o bem do que qualquer arma. O poder contagiante da gentileza.

Ela tira nossos pensamentos de uma estrada rural e os conduz a uma cruz em Jerusalém. Abigail nunca conheceu Jesus. Ela viveu mil anos antes de seu sacrifício. Apesar disso, a história dela preíigura a vida dele. Abigail se colocou entre Davi e Nabal. Jesus se colocou entre Deus e nós.

Abigail se ofereceu voluntariamente para ser punida pelos pecados de Nabal. Jesus permitiu-se ser punido pelos seus e pelos meus pecados.

Abigail desviou a ira de Davi. Ele foi nosso "mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus, o qual se entregou a si mesmo como resgate por todos" 1 Timóteo ,6. E o que fez Cristo? Ele se colocou entre a ira de Deus e nosso castigo. Cristo interceptou a ira divina. Algo remotamente parecido aconteceu no campo de prisioneiros de Chungkai. O oficial mandou que os soldados aliados formassem filas, insistindo que alguém tivesse roubado a ferramenta.

Gritando em um péssimo inglês, ele exigiu que o culpado desse um passo à frente. Quando o guarda ficou exausto de tanto bater, os prisioneiros pegaram o corpo do soldado morto, suas ferramentas e vol- taram ao campo.

O soldado japonês havia cometido um erro. Redirecione o seu olhar para Cristo. Olhe mais para o Mediador e menos para os encrenqueiros. Um prisioneiro pode mudar um acampamento. Uma Abigail pode salvar uma família. Seja a bela entre as feras e veja o que vai acontecer. Que ambiente especifico você poderia modificar com sua influência positiva? Qual seria o seu objetivo? Leia Provérbios Que parte desse versículo a vida de Nabal exemplificava?

E Abigail? Com que parte desse ver- sículo você identifica a sua vida? Pense em uma pessoa a quem tenha insultado, prejudicado ou maltratado. Um dos que estavam ali era paralítico fazia trinta e oito anos. Quando o viu deitado e soube que ele vivia naquele estado durante tanto tempo, Jesus lhe perguntou: "Você quer ser curado? Enquanto estou tentando entrar, outro chega antes de mim. Pegue a sua maca e ande. Ela fala de um homem que mal tinha fé para se erguer, e mesmo assim Jesus o trata como se estivesse apresen- tando o próprio filho no altar de Deus.

Pelo menos, era no que eu acreditava. Por muito tempo, achei que Jesus tinha sido bondoso demais. Eu achava essa história muito estranha. Era boa demais para ser verdade. Ela é sobre você. É sobre mim. Ele tem nome: o seu. Ele tem um rosto: o meu. Ele tem um problema, como você e eu. Jesus encontra esse homem perto de um grande tanque a norte do templo, em Jerusalém.

Ele tem metros de comprimento, 40 metros de largura e 23 metros de profundidade. O nome do tanque é Betesda. Poderia ser aquele abrigo embaixo da passarela onde os moradores de rua se amontoam. Poderia ser localizado em qualquer lugar onde pessoas feridas se encontram. As pessoas acreditavam que essas bolhas eram causadas pelo toque das asas de anjos.

Se a cura acontecia? Ao fazer isso, o que elas ouviam? O que elas testemunhavam? Um campo de gente carente e sem face. O que elas faziam? A maioria passava direto, ignorando aqueles desvalidos. Você consegue imaginar a cena? Jesus caminha entre aqueles que sofrem. Vale a pena contar a história, mesmo se só o imaginamos andando por ah. As pessoas chegam de muito longe para se encontrar com Deus no templo. Naquele dia, Jesus deve ter sofrido muito. Lembra quando eu disse que essa história tinha a ver conosco, você e eu?

Lembra quando identifiquei o meu e o seu rosto na Bíblia? Todos nós prefe- riríamos. Mas antes que você e eu possamos ser como eles, precisamos admitir que somos como o paralítico.

De que maneira ele poderia ser você? O que ele tem a ver conosco? Santidade é prerrequisito para o céu. Agimos como se bastasse ser "decente" para ver Deus. Agimos como se fôssemos bons apenas porque nunca fizemos nada de mau. E essa bondade seria suficiente para nos qualificar para o céu. Nós, tal como ele, estamos paralisados. Somos nós, feridos e abatidos. E é exatamente isso que ele fez.

Deus os vivificou com Cristo. Ele nos perdoou todas as trans- gressões, e cancelou a escrita de dívida, que consistia em ordenanças. Você ou Deus? Vamos isolar algumas frases para conferir. Pelo menos, ele estava vivo. Espiritualmente mortos. Somos defuntos. Estamos mortos. Do que uma pessoa morta é capaz?

Mas veja o que Deus pode fazer com os mortos. Deus vivificou você. Deus o perdoou. Ele cancelou a dívida. Ele removeu os registros. Ele extinguiu as regras. Ele conquistou a vitória. Ele mostrou sua obra ao mundo. Mais uma vez, surge a pergunta: quem agiu? Você e eu Quem estava preso e quem veio para resgatar?

Deus jogou coletes salva-vidas para todas as gerações. Por três dias. Deus permitiu que ele ficasse ali dentro. De onde ele estava, só havia duas saídas, e nenhu- ma delas era muito atraente. No entanto, mais uma vez, Jonas se sentia incapaz.

Ele fora um fracasso como pregador. Ele era um fiasco como fugitivo. Mas o que lhe faltou o tempo todo, agora ele tinha em abundância: coragem. Ele nem mesmo pede ajuda, mas é ajuda que ele recebe. O maior deles coloca uma pata no peito de Daniel e se inclina para tirar o primeiro pedaço Em vez de mordê-lo, o animal o cutuca.

É quando Daniel ouve uma risada vinda de um canto. A partir daí, ele muda a História. A sentença final foi anunciada. Os passos do guarda ecoam pelas câmaras. O guarda lhe traz roupas comuns.

Uma experiência de quase-morte depois da outra. Anjos batem à porta de Ló — Gênesis O redemoinho fala em meio ao sofrimento de Jó — Jó Um anjo aparece na cela de Pedro — Atos Voltemos a Betesda por alguns momentos. Sente pena de si mesmo? Quem sabe? Imediatamente o homem ficou curado, pegou a maca e começou a andar. Gostaria que fôssemos capazes de fazer o que Jesus manda, ao pé da letra.

Que paralisia peculiar é essa que nos confina? Quando Jesus nos mandar levantar, levantemos. Quando ele disser que fomos perdoados, vamos deixar de lado o fardo da culpa. Quando ele disser que temos valor, vamos acreditar nele. Quando ele disser que viveremos para sempre, vamos deixar o medo. Quando ele disser "Levante-se", façamos isso.

Quando o imperador disse aquilo, o recruta acreditou. Ele foi até o quartel, esco- lheu um novo uniforme e o vestiu. Foi até o alojamento dos oficiais e escolheu uma cama. Eu e você somos como Mateus. Você e eu? Faça como Mateus. Pode ser que você acabe escrevendo seu próprio Evangelho.

(PDF) Max lucado Gente Como a Agente | Simão Bandeira - iranyszekelyfold.info

Você sabe como preparar um bife na chapa? A partida incluía dois pregadores, o líder de uma igreja e um "Mateus" dos tempos modernos. A altura do nono buraco, ele se virou para mim e disse, sorrindo: "Estou muito feliz pelo fato de vocês serem caras normais. Obrigado por rirem de minhas piadas e também por contarem outras. Obrigado por serem pessoas normais. Às vezes, o discipulado se define dessa maneira: ser uma pessoa normal.

Por que a festa de Mateus deixou a direita rehgiosa aborre- cida? Que situações similares você enfrenta hoje em dia? Você costuma reagir como Cristo ou sua resposta é igual à dos hderes rehgiosos? O que o autor realmente quer dizer quando pergunta: "Você sabe como preparar um bife na chapa? Depois os enxugou com seus cabelos, beijou-os e os ungiu com o perfume.

Mas aquele a quem pou- co foi perdoado, pouco ama. Ele, um líder de igreja. Ela, uma mulher da vida. Ele vive de defender padrões de conduta.

Porque, afinal de contas, ele é estudante de teologia, um clérigo. Qualquer um o escolheria. Qualquer um, é claro, exceto Jesus. Jesus conhecia os dois. E escolheria a mulher. Jesus escolhe a mulher. Afinal de contas, o jantar é formal. Só para convidados. A nata da sociedade. Crème de la crème. Quem deixou a ralé entrar? Ela lhe beija os pés!

Pois Jesus os ouviu, e quando o fez, decidiu compartilhar alguns pensamentos dele também. Nenhum dos dois tinha com que lhe pagar, por isso perdoou a dívida a ambos.

Portanto, eu lhe digo, os muitos pecados dela lhe foram perdoados; pois ela amou muito. Mas aquele a quem pouco foi perdoado, pouco ama. Nenhuma das cortesias habituais. Nada de lavar os pés do convidado. Óleo sobre sua cabeça? Nem pensar. Muito prova- velmente uma prostituta. Todo mundo para e fica olhando. Alguns coram de vergonha.

Foi por causa dele. Cada movimento dela é calculado e significativo. Cada gesto é exagerado. Ela encosta a face nos pés dele, ainda empoeirados pela caminhada. Ela usa as duas coisas para lavar os pés de Cristo. No entanto, ele é rude, distante. A mulher deveria ser a mais propensa a evitar Jesus.

Em contrapartida, o amor que ela expressa é extravagante e arriscado. Como explicar a diferença entre os dois? Pense nisso. Qual é o tesouro que ela preza tanto, mas ele ignora? Simples: o amor de Deus. Alguém contou a ela como Jesus tocou leprosos e transformou cobradores de impostos em discípulos? Mas de uma coisa temos certeza: ela chegou sedenta.

Sedenta por causa da culpa. Sedenta por causa do arrependimento. Ela chegou sedenta. Ela bebe até que a graça escorre por seu queixo e desce para o pescoço e o peito.

Aquela mulher bebe até que cada centímetro de sua alma esteja hidratada e leve. Ela chega sedenta e bebe. Bebe até o fim. Assim, enquanto ela bebe, ele cospe. Por causa do Princípio Leia mais uma vez o versículo 47 do capítulo 7: " Tal como a aeronave, essa verdade pode elevar você a outro nível. Leia mais uma vez: " Se nunca recebemos amor, como podemos amar os outros?

Ah, mas como tentamos! Como se pudéssemos conjurar o amor a partir apenas da força da vontade. Como se houvesse dentro de nós uma fogueira de afeto que só precisa de mais um pedaço de madeira ou um fogo um pouco mais intenso. Qual é a nossa estratégia típica ao tratar um relacionamento conturba- do? Tentar com mais empenho. Tudo bem. Dentes cerrados. Queixo firme. Vamos amar até a morte! E pode ser que isso aconteça mesmo. Para você conceder amor, primeiro precisa recebê-lo.

Quer ser uma pessoa mais amorosa? Comece aceitando o seu lugar como filho querido e amado. Deseja aprender a perdoar? Pense no modo como Cristo faz isso com você. Precisa de mais paciência? Beba da paciência de Deus 2 Pedro Acha a generosidade uma virtude enganosa? Deus suporta você quando age da mesma maneira.

Ah, pode ser que nos saiamos bem por determinado período. Mas os nossos relacionamentos necessitam de mais do que um simples gesto social. Precisamos derramar o óleo de nosso amor sobre os nossos filhos. Precisamos da ajuda de alguma fonte externa. Seríamos capazes de amar como Deus ama? Assim, começamos rece- bendo o amor de Deus. Nós, que pregamos, somos culpados de pular a primeira etapa. Primeiro, o depósito: Foi assim que Deus manifestou o seu amor entre nós: enviou o seu Filho Unigénito ao mundo, para que pudéssemos viver por meio dele.

O segredo para amar é ser amado. Esse é o passo inicial esquecido nos relacionamentos. Essa é a minha tarefa tradicional de Ano Novo: retirar os ornamentos, levar o pinheirinho para fora e varrer as folhinhas. E a culpa é da falta de raiz. Durante duas semanas, aquele pinheirinho ficou plantado em um vaso de metal. É um sujeito vistoso, bem-vestido, mas se desfaz todo quando leva uma ou duas pancadas. Essa história parece familiar?

Você se desfaz com facilidade? Se isso acontece, o seu amor pode estar plantado no solo errado. Muita gente nos orienta a amar. Só Deus nos proporciona o poder para tal. Sabemos o que Deus quer que façamos. Mas como podemos fazer isso? Como ser paciente com gente que nos oferece a cordialidade de um urubu e a ternura de um porco-espinho? Como perdoar os avarentos e os covar- des que conhecemos, amamos e com quem até nos casamos? De que maneira podemos amar como Deus ama?

Até queremos. Mas como? Sendo amados. Seguindo o Princípio primeiro, receber; depois, amar. Quer tentar? E nenhuma parte desse texto consegue chegar com tanta propriedade ao cerne do amor quanto os versículos 4 a 8. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca perece. Fiz isso e vi como eu era men- tiroso.

É melhor parar por aqui! Pergunte à minha mulher e aos meus filhos. Às vezes, Max pode ser um grande cabeça-dura! Esse é o meu problema. Durante anos, esse foi o meu problema com esse texto da Bíblia.

Ninguém consegue. Permita-me inserir o nome de Jesus no lugar da palavra "amor" para vermos como cai bem. Jesus é paciente, Jesus é bondoso. Jesus tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. Jesus nunca perece. Deixados no altar. Deus ama você. Outros prometeram e falharam, mas Deus prometeu e cumpriu. Ele ama você com um amor infalível. E se você permitir, esse amor divino pode encher a sua vida. É um amor que vale a pena. Por isso, venha. Pode vir sedento e beber à vontade.

Como é que alguém "recebe" amor? Como é que uma pes- soa pode "recusar" amor? Como você pode cobrir as pessoas com o "óleo" do seu amor?

Até que ponto você precisa ser coberto com o "óleo" do amor de outras pessoas? Leia Lucas Que princípio Jesus desenvolveu no versículo 47? De que maneira esse princípio pode ser apli- cado em sua vida?

Pense na pessoa mais próxima a você seu cônjuge, um amigo, o filho, um parente etc. Ele tinha cinco anos de idade quando chegou a notícia de Jezreel de que Saul e Jônatas haviam morrido. Sua ama o apanhou e fugiu, mas, na pressa, ela o deixou cair, e ele ficou manco.

Seu nome era Mefibosete. Perguntou-lhe Davi: "Resta ainda alguém da família de Saul a quem eu possa mostrar a lealdade de Deus? Quando Mefibosete, filho de Jônatas e neto de Saul, compareceu diante de Davi, prostrou-se, rosto em terra. Ele respondeu: "Sim, sou teu servo. Talvez você prefira ler na cozinha. Eu me adaptei muito bem porque era um sujeito solteiro que adorava comer.

Algumas igrejas promovem jantares cujo resultado é incerto. Pessoas nunca vistas nos bancos da igreja podiam ser encontra- das na fila, prontas para se servir. Para os homens, era uma comilança descarada. Meu Deus, era muito bom, um autêntico festival de travessas e formas. O sujeito vira pastor só para comer bem nessas ocasiões. Enquanto os outros ficavam plane- jando o que iriam cozinhar, eu estudava as técnicas de armazenagem de alimento dos camelos.

Sabendo que eu teria de levar alguma coisa, começava a vasculhar as prateleiras de minha cozinha no domingo à tarde. Uma de minhas melhores contribuições foi um pacote fechado de batatas fritas; a mais pobre foi uma lata de sopa de tomate.

Elas pegavam o pote de amendoins, colocavam sobre a longa mesa com o restante da comida e me entregavam um prato. Encha seu prato. Purê de batatas com molho de carne. Galinha frita. Eu pegava um pouquinho de cada coisa, menos os amendoins.

Eu chegava como um pobre e saía dali como um rei! Ele diria que Cristo faz por nós exatamente a mesma coisa que aquelas senhoras faziam por mim. Cristo morreu pelos ímpios. Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores. Qualquer pessoa ques- tionaria a lógica do pai. A garota tinha um temperamento destrutivo, era desobediente e desonesta. Um dia, ela voltou da escola e revirou a casa à procura de dinheiro.

A resposta dele foi simples: — Sim, eu sei. Mas eu disse para ela que era. Uma coisa é amar quan- do a pessoa é forte, obediente e submissa. Esse é o teste do amor. E Deus passou no teste: "Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores" Romanos Jônatas, filho de Saul, tinha um filho aleijado dos pés.

Ele tinha cin- co anos de idade quando chegou a notícia de Jezreel de que Saul e Jônatas haviam morrido. Sua ama o apanhou e fiigiu, mas, na pressa, ela o deixou cair, e ele ficou manco. Mefibosete foi enxertado na Bíblia. Depois, o texto segue em frente. No entanto, isso basta para levantar uma série de questionamentos.

Quem era aquele garoto? Por que sua história faz parte das Escrituras? Um pouco desse histórico ajudaria a entender. Mefibosete era o filho de Jônatas e neto de Saul, que foi o primeiro rei de Israel. Saul e Jônatas foram mortos em batalha, deixando o trono livre para ser ocupado por Davi.

Naquela época, o novo rei costumava marcar seu território exterminando a família do rei anterior. Por isso, fugiu apressadamente. Com a morte do pai e do tio, ele seria o herdeiro natural ao trono. Por isso, a família saiu correndo. Ele seria um aleijado para o resto da vida. Se a história de Mefibosete começou a parecer familiar, é natural. Você e ele têm muita coisa em comum. Mefibosete entenderia o retrato que Paulo faz de nós, os pobres, "quando ainda éramos fracos" Romanos Por aproximadamente duas décadas, o jovem príncipe viveu em uma terra distante, incapaz de caminhar para ver o rei, temeroso demais para falar com ele.

Ele era fraco. Enquanto isso, o reino de Davi florescia. Sob sua liderança, Israel ficou dez vezes maior do que era quando ele começou a reinar. Davi nunca foi derrotado no campo de batalha. Israel estava em paz.

As pessoas se sentiam gratas. Jônatas se consi- derava "amigo leal" de Davi 1 Samuel Assim Jônatas fez uma aliança com a família de Davi Percebe como Davi manteve isso como uma lembrança carinhosa em sua mente? Consegue imaginar o rei refletindo sobre esse momento, anos depois?

De pé, na sacada, olhando a cidade em segurança. Montado em seu corcel, cavalgando por vastos campos. E, em sua fraqueza, ele recebeu ajuda.

Davi foi libertado; agora ele deseja fazer o mesmo. Um servo de nome Ziba conhece um descendente. O rapaz era "aleijado dos pés". E em que ele poderia ajudar? Durante esses anos todos ele viveu em Até o nome é estranho, significa "lugar estéril". Essas palavras, porém, jamais foram pronunciadas. Aquele filho. Muita gente sabe o que é carregar um estigma. A cada vez que o nome da pessoa é mencionado, a calamidade vem a reboque.

Aquele que acabou de se separar, lem- bra? Lembra-se dele? O que vivia bêbado. É uma vergonha ela ter de criar aqueles filhos sozinha. O seu Rei. Ele se refere a você como filho ou filha.

Quando as pes- soas mencionavam seu nome, também se referiam ao problema que ele tinha. Mas quando o rei mencionou seu nome, referiu-se a ele como "filho". E uma palavra palaciana equivale a mil vozes das ruas. Ele foi levado à presença do rei, onde se prostrou com o rosto em terra e declarou: " Seu temor é compreensível. Embora tivesse ouvido falar da bondade de Davi, qual a garantia que tinha?

A ansiedade estava no rosto que tocou o solo em reverência ao rei. Mefibosete foi chamado, encontrado e resgatado; ainda assim, ele precisava ter certeza. Paulo diz que temos essa segurança. O apóstolo aponta para a cruz como nossa garantia do amor de Deus. Deus provou seu amor por nós ao sacrificar seu Filho.

Antes, Deus enviara profetas para pregar; agora, ele envia seu Filho para morrer. Antes, Deus incumbira anjos de nos ajudar; agora, ele oferece o Filho para nos redimir. Incapaz de provar sua inocência, ele foi condenado e sentenciado a morrer como morrem os desertores. No bolso de sua camisa foi encontrada a carta assinada pelo presidente.

Ele encontrou coragem na graça. Eu me pergunto quantos milhares também encontraram coragem na cruz do Rei. E era exatamente isso que Davi queria fazer pelo jovem príncipe. Sem hesitar, Davi devolveu a Mefibosete todas as suas terras, plantações e servos. Em seguida, insistiu que o aleijado comesse à mesa do rei. Permita-me passar a palavra a Charles Swindoll para que ele possa aju- dar você.

Davi se dirige à ponta da mesa e se senta. Poucos momentos depois, chega Amnom — o esperto e calculista Amnom — para se sentar à esquerda de Davi. A doce e graciosa Tamar, jovem bela e encantadora, chega e se coloca ao lado de Amnom. Naquela noite, em especial, Joabe, o guerreiro corajoso que comanda as tropas de Davi, foi convidado para partici- par do jantar.

Homem musculoso e bronzeado, ele se senta perto do rei. Depois, todos esperam. Eles ouvem o som de pés arrastando, o barulho das muletas tocando o solo até que Mefibosete, mesmo desa- jeitado, encontra seu lugar à mesa e se senta [ Filhos da realeza, aleijados pela queda, permanentemente marcados pelo pecado.

Vivendo vidas tortas nas crônicas da terra, lembrados ape- nas pelo Rei. Embora capenguemos mais do que andamos, assumimos nosso lugar perto dos outros pecadores-feitos-santos e participamos da glória de Deus. Você passou a ser membro do Reino Colossenses Você foi justificado Romanos Você foi aperfeiçoado Hebreus Você foi adotado Romanos Você passou a ter acesso a Deus à hora que desejar Efésios Você faz parte do sacerdócio divino 1 Pedro Em Cristo, você é participante de sua vida Colossenses , de seus privilégios Efésios , de seu sofrimento 2 Timóteo e de seu serviço 1 Coríntios Você é: Membro do corpo de Cristo 1 Coríntios Pedra do edifício Efésios Noiva gloriosa Efésios Você tem a seu dispor assuma!

Esse é o dom oferecido ao mais vil pecador da terra. Quem poderia fazer uma oferta assim além de Deus? Paulo fala por todos nós quando pergunta: Ó profundidade da riqueza da sabedoria e do conhecimento de Deus! Ou quem foi seu conselheiro? Quem primeiro lhe deu, para que ele o recompense? A ele seja a glória para sempre! Como fazemos isso?

Qual delas você preza mais? Leia Mateus Que grupo de pessoas Jesus descreve nes- se versículo? Que promessas ele faz a elas? Você acredita que esteja incluído nesse grupo? Isso se deu por volta do meio-dia. Acaso o senhor é maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, do qual ele mesmo bebeu, bem como seus filhos e seu gado? O que você acabou de dizer é verdade. Todo dia eu via aquele terreno no caminho para o escritório. Todo dia eu dizia a mim mesmo: "Um dia eu preciso parar aqui.

O nome escrito no sinal? Cemitério Locke Hill. Quando estacionei, um céu escuro ameaçava chuva. Os carva- lhos arqueavam seus galhos sobre mim, como se servissem de teto para as câmaras solenes. A grama alta, ainda molhada de sereno, se esfregava em meus tornozelos. Ruhet in herrn destacam placas onde se leem nomes como Schmidt, Faustman, Grundmeyer e Eckert. Morreu como viveu — sozinha. Fiquei olhando a placa e pensando sobre a vida de Grace Llewellen Smith. Teria sido ela a autora daquelas palavras Teria sido uma pessoa singela?

Teria sido bela? Longas noites. Camas vazias. Nenhuma resposta às men- sagens deixadas. Nenhuma resposta às cartas enviadas. Nenhum amor retribuído ao amor dedicado.

Quantas Grace Llewellen Smiths existem por aí? O morador de rua de Atlanta. O sujeito abandonado de Los Angeles. A velhinha que circula sem destino pelas ruas de Miami. O pregador de rua de Nashville. Quem ganhou um anel, mas nunca o amor; que recebeu críti- cas, mas nunca uma oportunidade; que tinha uma cama para se deitar, mas nunca descansou. Ela aperta os olhos por causa da luz do sol do meio-dia.

DOWNLOAD PEDRAS LIVRO GRÁTIS LUCADO MAX ELE REMOVE DE AINDA

Ela é uma samaritana, e sabe o que significa o racismo. Também é mulher, por isso sempre sofreu em uma sociedade machista. Foi casada com cinco homens. Cinco casamentos diferentes. Cinco camas diferentes. Cinco rejeições diferentes. Ela conhece o som de portas batendo. Ele só oferece a ela um lugar para dormir. Naquele dia, em especial, ela foi ao poço ao meio-dia. Talvez tivesse ido.

Talvez estivesse evitando o contato com as outras mulheres. A caminhada sob o sol quente valia a pena, desde que pudesse evitar as línguas afiadas. Por isso, ela foi ao poço à tarde. Esperava encontrar silêncio. Esperava ficar sozinha. Em vez disso, encontrou alguém que a conhecia melhor do que ela mesma. Mantinha os olhos fechados. Ela parou e olhou para ele.

Em seguida, olhou em volta. Ninguém por perto. Ela voltou a olhar para ele. O que estaria fazendo naquele lugar? Era uma tempestade esplêndida. Eles correram para fazer o quê? Jesus estava dormindo? As ondas arremessavam o barco como pipocas em uma panela, e Jesus estava dormindo? Como ele poderia dormir durante uma tempestade? É muito simples. Ele sabia quem estava empurrando o balanço. Os joelhos dos discípulos estavam tremendo porque os seus balanços estavam sendo empurrados por um estranho.

Mas com Jesus era diferente. Ele pôde achar paz na tempestade. Nós vivemos num mundo cheio de tempestades. No momento desta escrita, guerras acontecem em ambos os hemisférios do nosso Globo.

O dinheiro continua desaparecendo. Devemos colocar a nossa confiança nele. Quem empurra o seu balanço? Você se vê aprendendo a confiar mais em Deus em ambas as circunstâncias? Você realmente acredita que Deus esteja fazendo você balançar?

O almoço nunca aconteceu. Juan se matou na quinta-feira, dia 6 de maio. Três semanas antes disso, Juan tinha ficado uma semana em nossa casa. Ele fora deixado por uma garota. Duramente abandonado por ela. Ela estava com um vestido de noite e ele de smoking. Ele tentou se suicidar por duas outras vezes antes dessa, mas falhou. O que leva uma pessoa a fazer isso? O que finalmente o fez ter coragem para fazer isso?

Juan respirou no escapamento do próprio carro. Dois dias antes eu o havia encontrado na sorveteria Swenson. Ele estava com alguns amigos. Nós rimos um pouco. Ele parecia estar bem. Onde é que aprendemos que a dor é algo que temos que esconder? Que tipo de emoções eu sinto? O véu negro da morte cai ferozmente.

Você vê, nós havíamos combinado um almoço para o dia 6 de Maio, mas transferi para o dia 7. Conheço bem os meus erros. A falta de habilidade para perdoar a si mesmo é suicida em si mesmo. Como a morte clareia o nevoeiro! A partida abrupta da vida me lembra completamente o porquê de estarmos aqui.

A morte faz com que todas as outras preocupações da vida caiam por terra, deixando esta prioridade no topo: Jesus Cristo ressuscitou da morte e Deus perdoou todas as minhas transgressões. Por que estou escrevendo isso? Isso me conforta, por um lado. Eu amei Juan. De uma maneira bem pequena, este é um tributo a ele. Ele foi uma vítima do desespero. Um cachorrinho entre dois mestres. Finalmente, o nosso grito foi sufocado. Você conhece alguém cujas palavras ou ações revelam um senso de desespero?

O que você poderia fazer para oferecer esperança? Você se vê entre dois senhores em algum aspecto da vida? Estava tudo muito mais quieto. Eu temi que o outro time o houvesse sequestrado. Ou talvez ele tivesse passado mal por causa do fumo que mastigava. Eles sabem tudo. Todo mundo dando sugestões. Familiares reclamando.

REMOVE LIVRO DOWNLOAD PEDRAS GRÁTIS LUCADO ELE DE AINDA MAX

Jogadores gritando. Líderes de torcidas agitando a plateia. Às vezes você tem que se manter afastado do jogo para vê-lo melhor. Ocasionalmente precisamos tentar fazer isso com nós mesmos. Contudo, é difícil avaliarmos a nós mesmos enquanto estamos no meio do jogo: processando relatórios, telefones tocando, crianças chorando. Gaste algum tempo na sua "sala da imprensa". Gaste algum tempo pelo menos meio dia e fique longe de tudo e de todos.

E quanto aos seus objetivos de vida? Talvez algumas decisões precisam ser tomadas. Medite na palavra de Deus. Fique quieto. Jejue por um dia. Estou sugerindo um dia intenso, à procura da sua alma, gasto em reverência diante de Deus, em cândida honestidade consigo mesmo.

Escreva num papel a história de sua vida. Releia a história de Deus. Ele tem que ser programado. Seja resoluto com isso. Você precisa do tempo. A sua família precisa que você tenha esse tempo. Considerar alguma perspectiva na sala da imprensa pode mudar todo o jogo.

Em seus momentos silenciosos com Deus, que verdades lhe foram reveladas? George tinha uma aparência incomum: uma venda colocada sobre um olho "Eu o perdi na guerra" e nenhum cabelo em sua cabeça.

Apesar de ter mais de 60 anos, ele nadava e jogava golfe diariamente e dançava todas as noites. Era uma tarde quente em Miami quando bati na sua porta. Entre aqui! Eu entrei no trailer. Eu olhei para o canto. Os meus olhos ainda estavam se adaptando à diferença entre o sol fora do trailer e a vaga luz dentro dele. Ele tinha pelo menos a mesma idade de George, talvez mais velho. Os seus olhos penetrantes me fixaram por debaixo do seu cabelo grisalho.

George interrompeu o silêncio. Eu tenho algo para lhe mostrar. Sentei-me ao lado da mesa enquanto George correu para o lado de Ralph, transversalmente a mim.

George colocou o seu grande braço ao redor dos ombros ossudos de Ralph. Novas rugas apareceram no rosto de Ralph, que se abriu num sorriso desdentado.

Velhos amigos: George e Ralph. Dois ríspidos velhos viajantes na curva traseira do ciclo da vida. Eles haviam encontrado o elemento mais precioso da vida — um relacionamento. O recurso mais precioso da América. Um relacionamento. Dois corações mesclados, ambos procurando consolo e segurança.

Ele tem mais poder do que qualquer bomba nuclear e mais potencial do que qualquer semente promissora. Ah, mas George disse melhor. Você verbaliza o seu amor para o a seu sua companheiro a e para os seus filhos todos os dias? Você procura por chances para perdoar? Você ora diariamente por aqueles que fazem parte da sua vida?

Você considera a vida dos membros da sua família e a dos seus amigos mais importante do que a sua? O nosso mestre conhecia o valor de um relacionamento. Foi por intermédio de relacionamentos que ele mudou o mundo. Ele construiu pontes e as atravessou. Tocando o leproso Unindo os estranhos E exaltando a prostituta.

E o que foi que ele disse sobre amar o seu próximo como a ti mesmo? E muitos pobres deixaram esta terra em contentamento porque amaram os seus próximos.

O que você tem de mais valor? Como você descreveria seus relacionamentos? Descreva seu relacionamento mais importante — o que você tem com Deus. O sacerdote subiria os degraus da escada da igreja solenemente, suportando o sangue do sacrifício. Como as pessoas esperavam do lado de fora, ele passaria pela grande cortina e entraria no lugar Santo dos Santos.

Ele aspergiria o assento da misericórdia sobre a arca e oraria para que o sangue pudesse agradar a Deus. Os pecados seriam purificados. E o povo poderia suspirar de alívio. Uma grande cortina era pendurada como lembrança da distância entre Deus e o homem.

Era como se fosse um profundo abismo que ninguém pudesse atravessar. O homem na sua ilha Deus poderia ter deixado isso do jeito que estava.

Ele poderia ter deixado as pessoas isoladas. Poderia ter dado as costas, arremessado a toalha e começado tudo de novo em outro planeta. Você sabe que ele poderia ter feito isso. Deus mesmo atravessou a ponte do abismo. Nas trevas de um eclipse do Sol, ele e o cordeiro entraram no Santo dos Santos. Ele colocou o cordeiro sobre o altar. Os anjos silenciaram quando o sangue do Sacrifício Suficiente começou a escorrer sobre o altar dourado.

Onde havia sido derramado o sangue do cordeiro, agora se derramava o sangue da vida. Foi cortada em dois pedaços. Você acha que tem de acalmar Deus? Você acha que consegue? Seria muito difícil encontrar uma cidade com um significado religioso maior do que esta.

Pelo menos quatorze templos foram feitos a Baal ao redor da comunidade. Os gregos nomearam Cesareia de Filipe como a casa do grande deus Pan, o deus da natureza. Em Cesareia de Filipe, os romanos celebraram César como sendo divino e Roma como sendo santa.

Ela deve ter sido aquela cidade Nenhuma metrópole moderna pode ser comparada a Cesareia de Filipe. Esquivando- se. Com uma silenciosa ansiedade. Que absurdo seria este homem ser o filho de Deus. Sem trombetas. Sem um manto roxo. Sem um exército. A resposta de Pedro quebrou o silêncio. Mas poucos o viram. Somente alguns olharam através da nuvem da religiosidade e o acharam.

O que sua vida diz sobre aquilo em que você crê? Deus: Você quer? Max: Pode acreditar! Eu quero ensinar milhões! Eu quero encher o Vaso de Rosas! Eu sonho com este dia Deus: Muito bom, Max. Max: Excelente! Max: Sim. Deus: Ele precisa de uma carona para casa. Max silenciosamente : O quê? Max suplicando : Mas, Deus, e o mundo? Deus sorrindo : Pense sobre isso. O frio boreal movimenta-se sobre ele, machucando o seu rosto e deixando seus dedos dormentes.

O assobio do vento é ensurdecedor. O andarilho coloca seus joelhos junto ao seu peito, ansiando por calor. Ele pensa em desistir. Casa nas montanhas. As montanhas.

Por um momento a sua mente vagueia pela sua terra natal. País verde. Trilhas nas montanhas. Andarilhos andando em trilhas bem marcadas. Sem surpresas, poucos medos, ricos companheirismos. Um dia, enquanto ele fazia uma caminhada refrescante, parou nas montanhas para dar uma olhada no deserto da redondeza. Ele se sentiu estranhamente atraído pela extensa aridez que estava diante dele. No dia seguinte, parou novamente. E no próximo dia, e no próximo. Mas o andarilho, impulsionado pelo entusiasmo de outros, estava determinado a ir.

Nos primeiros dias, seus passos eram largos e seus olhos, penetrantes. Ele ansiou por fazer a sua parte, em trazer vida ao deserto. Os escorpiões. A monotonia. As serpentes. Vagarosamente, o fogo diminuiu. E agora O rugido infinito do vento.

Ele perdeu a euforia pela fantasia de sonhar.

LUCADO PEDRAS AINDA GRÁTIS DOWNLOAD REMOVE LIVRO ELE MAX DE

Eu sou muito jovem, muito inexperiente. Mas sobraram os carvões escondidos e quentes. Ao assoprar os carvões, o andarilho novamente ouve o chamado para o deserto. Apesar de inerte, o chamado é claro. Você ainda o ouve? O chamado mudou? Você pediu a Deus para renovar seu senso de propósito recentemente? O trabalho era pesado. Para um grande e forte rapaz de 19 anos de idade, eu com certeza me senti bem pequeno. Mas agora aqueles três meses pareciam uma eternidade.

Esta era uma frase usada no oeste do Texas, que queria dizer "Nós o amamos, Max, mas é hora de crescer". Precisa ser um pai inteligente para saber quando é a hora de colocar o seu filho fora do ninho. É doloroso, mas tem que ser feito. Precisa de uma agora? Eu nunca morrerei. A minha família me ama e eu a amo. Eu controlo o meu temperamento Eu posso mudar o meu mundo. O elemento mais importante do mundo é o outro ser humano.

Agora, dê uma olhada na sua lista. O que você acha? Dê a você mesmo algum tempo para crescer. Mantenha-a com você. Eu tenho uma tarefa especial para você. Na sua carteira, em sua bolsa Na próxima vez que você for intimidado pelo "Senhor-Sabe-Tudo" ou pela "Senhora-Tem-Tudo", ou na próxima vez que a sua autoimagem sair pela porta, pegue a sua lista e dê uma demorada olhada nela. A sua base foi atacada? Eu realmente creio nisso. E você quer saber mais? Este dia chegou. Em um amontoado de lixo fora de Jerusalém.

Como você vê seus pecados? Como se eles pudessem ser varridos para debaixo do tapete ou como manchas em seu passado? Observe as promessas de Deus apresentadas neste capítulo.

Moldado por Deus - Max Lucado.pdf

E a pergunta soa. É a eterna pergunta. A pergunta feita literalmente por todas as pessoas que pisaram este globo. O meu Deus se preocupa? E uma vez que os ventos bramiam e o mar rugia, os discípulos amedrontados e impacientes falavam sobre o seu medo para o dormente Jesus. Ele poderia ter pedido para se calarem. Ele poderia ter se levantado da cama impacientemente e ter ordenado que a tempestade se acalmasse. Ele poderia ter apontado a imaturidade dos discípulos Com toda a paciência que somente alguém que se preocupa pode ter, ele respondeu a pergunta.

Ele acalmou a tempestade de maneira que os trêmulos discípulos pudessem ouvir a sua resposta.

Escutando e curando. Ele se importa. Quando Deus acalma sua tempestade, como você reage? Todos temiam o machado da morte. O seu vislumbre sinistro humilhava a todos que o encaravam.

Desde o maior até ao menor, todos evitavam o machado. Por centenas de anos, os homens satisfizeram o machado, evitaram o machado, ignoraram o machado. Até a cruz. Foi na cruz que o poder do machado foi dissolvido e a sua verdadeira fraqueza foi exposta. O sopro selvagem cercou toda a floresta da morte e ecoou por todo o universo. Sua figura rija se contorceu com as gargalhadas.

E por um curto e temeroso momento, toda a humanidade ofegou.