iranyszekelyfold.info

Hospedagem de arquivos em português do futuro

MUSICA IN THIS COUNTRY ROBIN ZANDER DOWNLOAD GRATUITO


Robin Zander - In This Country (tradução) (Letra e música para ouvir) - The miles go by / Like water under the bridge / Reach for tomorrow / With the new sunrise. Letra, tradução e música de “In This Country (tema do Filme Falcão)“ de Robin Zander - Porque neste país / Nossos corações estão abertos / Somos livres. Letra e música de “In This Country“ de Robin Zander - 'Cause in this country / Our hearts are open / We are free to try again / When we see.

Nome: musica in this country robin zander download gratuito
Formato:ZIP-Arquivar (MP3)
Sistemas operacionais: MacOS. iOS. Windows XP/7/10. Android.
Licença:Apenas para uso pessoal (compre mais tarde!)
Tamanho do arquivo:6.32 MB

ROBIN ZANDER COUNTRY GRATUITO DOWNLOAD THIS IN MUSICA

Também existem muitas capinhas elaboradas para este Unplugged. Em Knotts Berry Farm ele desafiou a gigantesca montanha russa, mas quando o passeio começou, seu rosto ficou branco como o de um fantasma. Íris Cobain certa vez descreveu como "o ano de kurt no purgatório". Lembro da quando era criança, gostava muito desse filme!!! No inverno, iam andar de trenó. Quinta-feira 4 de Julho de Quando lhe pediam para esclarecer, Kurt sempre contava uma história de ter sido chutado para fora de casa, abandonado a escola e morado debaixo da ponte da rua Young. Conseguimos vê-los baixando a porta enquanto aceleravam jogando cascalhos com os pneus. Comparados com os outros americanos dos anos 60, eram também bastante enquadrados: na época, ninguém em seu círculo social fumava maconha e Don e Wendy raramente bebiam.

Letra, tradução e música de “In This Country (tema do Filme Falcão)“ de Robin Zander - Porque neste país / Nossos corações estão abertos / Somos livres. Letra e música de “In This Country“ de Robin Zander - 'Cause in this country / Our hearts are open / We are free to try again / When we see. Venha ouvir In This Country, Secret, Fly Me To The Monn e muitas outras músicas!. Robin Zander. As milhas se vão. Como água debaixo da ponte. Buscam o amanhã. Com o novo nascer do sol. A estrada à nossa frente. Levando ao que. Ouça músicas do artista Robin Zander. Músicas nacionais e internacionais para você ouvir, ler e se divertir. Videos, traduções In This Country. 1 a 20 são as.

As pressões financeiras assombravam consumida pelos cuidados com as crianças. Don; Wendy era Passaram a discutir mais e a gritar um com o outro na frente dos filhos.

No entanto, para Kurt, havia muita alegria em sua primeira infância. No inverno, iam andar de trenó. Raramente nevava em Aberdeen, por isso iam de carro até as pequenas colinas depois da cidade madeireira de Porter e até a montanha Fuzzy Top. Kurt agarrava seu trenó, tomava um lugar de partida e se inclinava do jeito que um atleta se preparava o salto em distância. O resto da família fazia o mesmo e todos caminhavam juntos de volta ao topo.

Repetiam o ciclo horas a fio, até que escurecia ou que Kurt tombava exausto. Quando se dirigiam para o carro, Kurt os fazia prometer que voltariam no próximo fim de semana.

Mais tarde, Kurt lembraria desses momentos como as lembranças mais caras da sua infância. Com sua postura perfeita, e o modo como seus punhos seguram os braços da cadeira, ela parece uma rainha. Com kurt postado na frente de Don, e Kim sentada no colo de Wendy, poderíamos facilmente pegar uma tesoura e recortar a foto e a família — bem no meio.

Ficaríamos com duas famílias separadas, cada uma com um adulto e uma criança, cada uma com um gênero específico as roupas vitorianas de um lado e os meninos de colarinho largo no outro. De um poema na parede do quarto de Kurt.

Por isso, assumiu um cargo de escritório na Mayr Brothers. Acabou sabendo que poderia ganhar mais com madeira do que trabalhando no posto de serviço da Chevron; infelizmente, seu primeiro cargo era no nível de ingresso na empresa, remunerado a 4, 10 dólares por hora,menos até do que ganhava como mecânico.

Mais tarde admitiria que seus primeiros anos dentro da família nuclear eram recordações felizes. Don e Wendy muitas vezes tinham de pedir dinheiro emprestado para pagar as contas, uma das principais causas de suas discussões.

Leland e Íris deixavam uma nota de vinte dólares na cozinha — brincavam que era uma nota bumerangue, pois todo mês eles a emprestavam para Don baixar mantimentos e, imediatamente depois de devolvê-la para eles, Don a pedia emprestado outra vez. Embora Don se desse bem com o sogro, Charles Fradenburg — que operava uma niveladora de estrada para o condado —, Leland e Wendy nunca estabeleciam boas relações.

Ele construía pra Don e Wendy uma falsa lareira na sala de estar e instalou novos tampos de balcões, mas no processo ele e Wendy passaram progressivamente a se desentender. Leland finalmente disse ao filho que fizesse Wendy para de importuna-lo ou ele iria embora e deixaria o trabalho pela metade.

E dessa vez ela fechou a boca. As vezes, como toda as crianças, Kurt era um terror. Só doía um pouco, mas o dano psicológico era profundo — fazia o filho temer maior dano físico e servia para reforçar o domínio de Don sobre ele. Ele afirmou que certo ano haviam lhe prometido uma arma de brinquedo de Starsky e Hutch, um presente que nunca veio. Ela era particularmente boa nas do Mickey e do pato Donald, e kurt se divertia muito com essas imitações.

As habilidades vocais de kim suscitavam uma nova fantasia para Wendy. Leland tinha se aposentado em e ele e Íris foram passar o inverno daquele ano no Arizona. Kurt ficou extasiado e insistiu que passassem três vezes pelo "Piratas do Caribe" na Disneylândia. Em Knotts Berry Farm ele desafiou a gigantesca montanha russa, mas quando o passeio começou, seu rosto ficou branco como o de um fantasma.

Quando Leland perguntou "Chega? De todos os seus parentes, Kurt era mais intimo da avó Íris; ambos compartilhavam um interesse pela arte e, as vezes, uma certa tristeza. Tanto Íris como Leland foram criados com dificuldade, ambos marcados pela pobreza e pelas mortes prematuras de seus pais no trabalho. Leland tinha quinze anos na época da morte de seu pai.

Batia em min. Bateu em minha avó e no namorado dela. Eram assim as coisas naquele tempo". Na época da adolescência de kurt, Leland havia amolecido e sua arma mais perigosa era a linguagem obscena. Don incentivou o filho a jogar beisebol assim que ele começou a andar e lhe fornecia todas as bolas, tacos e luvas de que um menino precisava.

Aos sete anos, ele estava em sua primeira equipe da liga Mirim. Seu pai era o treinador. Acho que jogava para agradar ao pai". Don e Wendy estavam enfrentando o conflito entre a criança idealizada e a criança real. O pediatra de kurt foi consultado e o corante alimentar vermelho foi afastado da sua dieta. Finalmente o médico receitou Ritalin, que kurt tomou por um período de três meses. Wendy sempre fora uma personagem forte e propensa a acessos ocasionais de raiva, mas mesmo assim Don ficou chocado por ela querer romper a unidade familiar.

Ela simplesmente quis terminar". Don se mudou para o trailer de seus pais em Montesano.

DOWNLOAD ROBIN COUNTRY GRATUITO THIS IN ZANDER MUSICA

Ele continuava esperançoso de que Wendy mudasse de idéia, mesmo depois que os documentos finais foram assinados. Quando uma nova carteira de motorista de Don foi acidentalmente enviada para a casa de Wendy. Ele internizou o divórcio, como fazem muitas crianças. Isto apenas faz você querer fica muito triste".

Agora, sem que tenha feito nada errado, ele tinha sido abandonado. Íris Cobain certa vez descreveu como "o ano de kurt no purgatório". Esse ano foi também difícil para Kurt em termos médicos. É possível que aquilo que se imaginava ser mentira mais tarde em sua vida. Enquanto seus pais estavam se divorciando, sua vida de préadolescente contava, com todos os seus desafios internos. Prestes a entrar na quarta série, ele começou a perceber as meninas como seres sexuais e a se preocupar com status social.

Trilha Do Filme Jonh Rambo Download Free Mp3 Song

Naquele mês de julho, sua foto saiu no Aberdeen Daily World, quando seu time de beisebol conquistou o primeiro lugar na Liga Aberdee Timber depois de acumular um registro de catorze vitórias e uma derrota.

Mudou-se para o reboque com Don, Leland e Íris, mas no começo do outono pai e filho alugaram seu próprio trailer de solteiro do outro lado da rua. Kurt visitava Wendy, Kim e Puff nos fins de semana. Sempre sorrindo. Era um pouco tímido. Havia um campo onde ia andar com sua minimoto e eu ao lado dele com minha bicicleta".

Ele era capaz de ficar sentado em silêncio durante muito tempo sem sentir necessidade de jogar conversa fora. Ele fora destemido aos quatro anos de idade: aos dez, era surpreendentemente medroso. Depois do divórcio, ele se mantinha reservado, sempre esperando que a outra pessoa desse o primeiro passo. Depois do divórcio e com o despertar da puberdade de Kurt, seu pai assumiu um papel de proporções elevadas.

Depois da escola Kurt Ficava no trailer dos avós, mas assim que Don voltava do trabalho, ficavam juntos o resto do dia: e Kurt ficava contente de fazer tudo o que Don quisesse, mesmo que isso significasse jogos esportivos. Don deu a seu filho esta garantia e disse que os dois sempre estariam juntos. As escolas de Montesano eram menores do que as de Aberdeen, e semanas depois da transferência encontrou a popularidade que havia lhe escapado anteriormente e sua intrepidez parecia querer regressar.

Kurt detestou a primeira mulher que Don namorou e, por isso, seu pai desistiu dela. No final do outono Don conheceu uma mulher chamada Jenny Westby, Que também estava divorciada e tinha dois filhos: Mindy, um namoro foi um caso de família e o primeiro encontro deles foi uma caminhada com todos os filhos em volta do lago Sylvia. Kurt foi amistoso com Jenny e os filhos dela e Don achou que encontrava seu par. Ele e Jenny se casaram. Jenny tentou se aproximar dele, sem sucesso.

As coisas melhoraram temporariamente quando a família se mudou para uma casa própria na rua Fleet, , em Montesano. Kurt tinha seu próprio quarto, que fora dotado de janelas redondas para parecer um navio. Kurt tinha rédea solta nos parques, nas alamedas e nos campos de Monte. Em contraste com Aberdeen, Monte parecia saída de uma peça de Thornton Wilder, uma América mais simples e mais amiga.

Toda as noites de quarta-feira eram consideradas "noite da família" na casa dos Cobain. O dinheiro era curto e, por isso, a maioria das férias resultava em viagens para acampar, mas kurt era o primeiro a entrar no carro quando estavam se preparando para sair.

Uma outra tristeza se abateu sobre ele certo fim de semana: Puff, seu adorado gato, fugiu e nunca mais foi visto. Como todas as crianças, Kurt era dominado pela rotina e gostava da estrutura de coisas como a "noite da família" Mas até este pequeno conforto o deixava em conflito: ele ansiava por proximidade e ao mesmo tempo receava que a proximidade pudesse resultar em abandono mais adiante. Entretanto, Kurt ainda lamentava a perda do ninho familiar srcinal e, por isso, libertar-se estava carregando de necessidade e temor.

Ele lidava com esses diversos sentimentos contraditórios dissociando-se emocionalmente de Don e Wendy. Dizia a si mesmo e aos amigos que os odiava e, nessa caustidade, conseguia justificar seu próprio distanciamento. Os feriados sempre eram um problema. Wendy também começara a pegar peado na bebida e a embriaguez a deixava mais exacerbada. Certa noite, Franich quebrou o braço de Wendy — Kim estava na casa e testemunhou o incidente — e ela foi hospitalizada.

Quando se recuperou, recusou-se a dar queixa. Antes de Franich aparecer, Wendy teve tantas contas atrasadas que sua eletricidade esteve preste a ser cortada. Kurt tinha onze anos e era baixo e esquelético, mas nunca se sentia mais importante ou fraco do que quando estava perto de Franich. Seus pais tinham sido seus deuses quando ele era mais novo — agora eram ídolos derrubados, faltosos deuses e indignos de confiança. Estes conflitos internos começaram a se evidenciar no comportamento de Kurt.

Ele respondia aos adultos, recusava-se a fazer tarefas domésticas e, apesar de seu porte pequeno, começou a tiranizar outro menino com tamanho poder que a vitima se recusou a ir a aula. Ao se esgotarem as alternativas, Don e Jenny finalmente levaram Kurt para um aconselhamento. O terapeuta, porém, passou duas sessões conversando com Kurt. O comportamento estranho de peggy pode ter resultado de um horrível incidente da infância: quando ela tinha dez anos, seu pai esfaqueou o próprio abdome na frente da família.

Como muitas das tragédias da família, a doenças mental do bisavô de kurt era discutida apenas em cochichos. Suas discussões sobre kurt terminaram, como todas as conversas que eles tinham, com uma briga. No dia 18 de junho de , faltando apenas três semanas para se completarem os três anos da data do divórcio de Don e Wendy foi concedida a Don a custódia legal de Kurt.

ROBIN ZANDER DOWNLOAD GRATUITO IN COUNTRY MUSICA THIS

Seu dito predileto é "desculpe-se". Foi um marco importante e a escola começou a assumir um papel maior em sua vida. A maior parte do que estudava e praticava era de banda marcial ou bateria para pequenos conjuntos, aprendendo a tocar tambor e surdo para canções como "Louie, Louie" e "Tequila". A banda de Monte raramente desfilava — quase sempre tocava em reuniões sociais ou jogos de basquete —, mas Kurt era presença constante em todo os eventos em que ela se apresentasse.

Suas roupas tendiam para as de um aluno de escola preparatória para a universidade — o traje típico incluía jeans boca-de-sino, uma camisa de manga comprida listrada e tênis Nike.

Ele se vestia como qualquer outro menino de doze anos, embora fosse ligeiramente baixo e pequeno para sua idade. Tem cabelos louros e olhos azuis. Ele acha que a escola é legal. A aula favorita de Kurt é a de banda e seu professor predileto é o senhor Hepp.

Seu dito favorito e "desculpe-se [excuse you]". Sendo um menino pequeno, seu método de sobrevivência dentro da cultura masculina adolescente era sair dos conflitos com piadas e menosprezar os atormentadores com seu intelecto superior. Esta era uma briga constante com Don e Jenny; eles queriam limitar suas horas diante da tela, mas ele suplicava e gritava para ver mais. Embora Saturday Night Live passasse depois da sua hora de dormir, ele raramente perdia o programa da semana e, na segunda-feira seguinte, imitava na escola os melhores esquetes.

Don assistia a todas as lutas e constantemente perguntava a kurt como ele estava saindo.

Faça o download também: O LIVRO ESCOLHIDA AO ANOITECER BAIXAR

O treinador era Kinichi Kanno, o professor de arte de Monte, e Kurt entrou para a equipe tanto para passar mais tempo com Kanno como para lutar. Em Kanno, Kurt encontrava um modelo de papel masculino que incentivava sua criatividade e tornou-se o aluno predileto do professor.

Um dos desenhos de Kurt foi reproduzido na capa do Puppy Press naquele Halloween, mostrava um buldogue, o mascote de Montesano esvaziando um saco de doce-ou-travessura sobre uma casa de cachorro. Num toque típico dos Cobain, ele escondia uma lata de cerveja entre os doces. Conforme rememora a colega de classe Nikki Clark, o trabalho de Kurt era "sempre muito bom.

Seus rabiscos eram principalmente de carros, caminhões e guitarras, mas ele também começou a elaborar sua própria pornografia crua. Eu lhe perguntei: "O que é isto", e ele riu". Em casa, ele era tudo menos quieto, queixando-se ferozmente sobre o que ele considerava tratamento injusto por parte de Don ou Jenny.

Por volta do final da sétima série, a enfermeira da escola ligou e disse que as medidas de Kurt estavam no que eles consideravam limite para escoliose ou curvatura da coluna vertebral. Como muitos filhos do divórcio, Kurt tornou-se mestre em jogar um pai contra outro. Em , Wendy estava trabalhando em Monte no gabinete do Juiz de Paz do condado e Kurt freqüentemente a visitava depois da escola, quando nada, para relatar alguma nova tortura que lhe era imposta por Don ou Jenny.

Quando as coisas pioraram para Kurt em Monte, ele esperou que Wendy o aceitasse de volta. Uma das repetidas queixas de Kurt para Wendy era que os filhos de Jenny eram favorecidos na casa. Dizia a seus amigos que odiava Jenny, queixava-se de sua comida e afirmava que ela racionava a quantidade de refrigerante que lhe era permitido tomar.

Ele afirmava que Jenny conseguia "ouvir uma lata de Pepsi sendo aberta a três cômodos de distância" e no almoço lhe era permitidos "apenas duas fatias de presunto Garl Budding por sanduíche e dois Biscoitos da Vovó". Kurt ia fazer o mesmo e Donnie ralhava com ele por causa disso".

Leland imagina que Don tinha tanto medo que Jenny o abandonasse, como Wendy o fez, que ele ficava do lado de Jenny e dos filhos dela. Ele e James se davam melhor, talvez porque Kurt nunca fosse encoberto pela sombra do menino mais novo. Quando outro menino batia em James, que era o rebatedor em um dos times de beisebol de Kurt, ele interferia e ameaçava o agressor.

Eles também compartilhavam o mesmo interesse por filmes. Kurt ensinou James que, em lugar de se sentar para ver outra comédia de Don Knotts, eles podiam ir até o banheiro e ver uma coisa mais adulta — como Heavy Metal, que Kurt adorava — ficando em pé do lado de fora do terreno. Em , aos catorze anos de idade, Kurt começou a fazer seus próprios filmes curtos, usando a câmera super-8 de seus pais. Ele mostrou o filme dos alienígenas a James numa tentativa infrutífera de convencer o menino mais novo de que a casa deles tinha sido invadida.

Outro filme que fez em mostra um lado bem mais obscuro de sua psique: ele o intitulou Kurt comete suicídio sangrento e, no filme, Kurt, representando diante de uma câmera conduzida por James, finge talhar os pulsos com a borda de uma lata de refrigerantes cortada pela metade. O filme tem efeitos especiais, sangue falso, e Kurt interpreta dramaticamente a cena final de sua própria morte de um modo que ele deve ter visto em filmes mudos.

Ele conseguia discutir calmamente os tipos de acontecimentos que produziam pesadelos na maioria dos jovens: assassinato, estupro, suicídio. Fora Leland quem encontrava o corpo. Ele brincava que seu tio havia "se matado por causa da morte de Jim Morrison", embora Morrison tivesse morrido uma década antes. Ele insistiu e acabou caindo numa escada, provocando o aneurisma que o matou. Quando ele estava na oitava série, um menino de Montesano se enforcou do lado de fora de uma das escolas elementares.

Em vez disso simplesmente fazia parte de seu ambiente, tal como o alcoolismo, a pobreza ou as drogas. Kurt disse a Marsh que tinha "genes de suicida". Kurt começou a experimentar drogas na oitava série, quando passou a fumar maconha e tomar LSD. Ele fumava baseados nas festas, depois com os amigos e, por fim, sozinho e diariamente. A maconha era barata e abundante em Monte — a maioria cultivada em casa —, e ajudava Kurt a esquecer sua vida doméstica. O que começou como um ritual social se tornou seu anestésico favorito.

Na época em que começou a tomar drogas, também passou a matar aulas regularmente. Quando gazeteava com seus amigos, compravam erva ou roubavam bebida da despensa dos pais de alguém. Mas Kurt começou a cabular as aulas sozinho ou a ir para a escola e sair após o intervalo. Trevor Briggs deparou com Kurt sozinho em um parque de Monte em , na véspera do Ano-Novo, sentado num balanço e assobiando ao balançar-se.

O ano terminou com ambos vomitando devido a uma quantidade excessiva de maconha cultivada em casa. Em conversas com seus amigos, ele agora colocava Monte e seus pais na mesma critica severa. No começo de , um Kurt diferente havia começado a surgir, como mais comumente era o caso; ele passava cada vez mais tempo em isolamento.

Kurt dizia a seus amigos que considerava a mudança um banimento. O disco favorito de Kurt naquele ano foi Evolution, da Banda Journey. Seus conflitos com Dom e Jenny haviam chegado a um ponto decisivo. Todas as tentativas do casal de envolvê-lo com a família fracassaram. Ele começara a boicotar a "noite da família" e, sentido-se internamente abandonado, decidiu abandonar externamente a família.

Ele se recusava a fazer qualquer coisa. Acabou que ficou nos devendo dinheiro". Tornava-se violento, batia portas e descia como um louco pelas escadas. Ele também parecia ter menos amigos. Parecia se tornar bem mais introvertido. Ficava quieto e taciturno. Neste incidente de sadismo adolescente — que estaria em contraste chocante com sua vida adulta —, Kurt prendeu o animal ainda vivo na lareira da casa de seus pais e riu quando ele morreu e exalou mau cheiro casa.

Em setembro de , Kurt começou seu ano de calouro no Colégio Montesano. Naquele outono, em uma tentativa para se ajustar, apresentou-se para o time de futebol. Praticou durante duas semanas mas depois desistiu, queixando-se de que era trabalho demais. Naquele ano entrou também para a equipe de atletismo. Lançou o disco — um feito surpreendente, considerando seu físico — e correu os metros rasos. Estava na foto da equipe para o livro do ano, os olhos compridos contra a luz do sol.

Para um menino que desenhava retratos de astros do rock em seu caderno, nem era preciso escolher. Ela quebrava bastante, mas, para Kurt, era o ar que ele respirava. O atletismo também fazia parte de sua identidade; ele continuara com a luta romana, passando, quando calouro, para a equipe da universidade.

Ele passaria a evitar mais exercícios e partidas e, na equipe da universidade, seu tamanho era uma enorme desvantagem. Ao final da temporada, Kurt posou para o retrato da equipe usando meiões listrados — entre os mastodontes do time, ele parecia mais o treinador do que um membro da equipe. Foi na esteira de luta da universidade que Kurt preparou uma de suas maiores batalhas com o pai. Conforme Kurt mais tarde o descreveu para Michael Azerrad, "esperei até que o apito soasse, olhando diretamente para o rosto [de Don] e ai instantaneamente me calei — juntei os braços e deixei o cara me imobilizar".

IN ROBIN DOWNLOAD MUSICA ZANDER THIS GRATUITO COUNTRY

Kurt afirmou que fez isso quatro vezes seguidas, sendo instantaneamente imobilizado em cada uma delas, e Don acabou se afastando desgostoso. Mas Leland Cobain se lembra que Don lhe contou a historia após a luta, dizendo: "Aquele merdinha simplesmente ali deitado. Kurt era mestre em exagerar uma lorota de modo a contar uma verdade emocional em lugar de uma verdade objetiva.

Outrora, eles haviam passado cada hora de folga juntos e , no dia em que Don comprou a minimoto, Kurt jamais avia amado ninguém mais do que ao pai. Mas, seis anos depois, pai e filho estavam travados em uma luta romana de vontades e, como todas as grandes tragédias, nenhum dos combatentes achava que podia se dar ao luxo de perder.

Kurt precisava desesperadamente de um pai e Don precisava ser querido por seu filho, mas nenhum dos dois admitia isso. Passaria os próximos anos pulando de galho em galho na metafórica selva de Grays Harbor. Embora fizesse duas paradas de seis meses cada, durante os quatro anos seguintes ele moraria em dez casas diferentes, com dez famílias diferentes. Nenhuma delas seria para ele um lar. Sua primeira escala foi o território familiar do trailer de seus avós paternos nos arredores de Montesano.

Kurt participava grampeando sistematicamente telhas de cedro em miniatura no telhado da estrutura. Começou desenhando as formas das peças na madeira e depois entalhou-as laboriosamente com um canivete.

Na metade desse processo, o avô mostrou a Kurt como operar a serra tico-tico e deixou o rapaz de quinze anos entregue a seus próprios recursos, embora observando da porta. Seu tio ficou surpreso por receber a responsabilidade. E eu tocava aquela belezinha bem alto". A maior alegria de Kurt durante os meses que passou com Jim foi reformar um amplificador. Ele era o supra-sumo do garoto largado.

Dava-se melhor com seus tios e tias do que com seus pais, embora os problemas de autoridade o acompanhassem. Chuck estava numa banda com um amigo chamado Warren Mason, um dos melhores guitarristas do ponto. Sempre que ensaiavam na casa de Chuck — ensaios que sempre incluíam maconha e uma garrafa de Jack Daniel's —, Kurt ficava no canto observando, olhando fixo para Warren como um homem faminto que olha para um sanduíche de almôndega. Certo dia, Chuck perguntou a Warren se podia ensinar o rapaz e assim começou o treinamento formal de Kurt em musica.

Mas Warren lembra que as aulas se estenderam por meses e que Kurt era um aluno sério, que passava horas tentando se aprimorar. A primeira coisa com que Warren teve de lidar foi com a guitarra de Kurt — ela era mais adequada para mostras na escola do que para tocar. Warren consegui uma Ibanez para Kurt por dólares. As aulas de meia hora custavam cinco dólares. Construído em Weatherwax se estendia por três quadras da cidade, com cinco edifícios independentes.

A sala de Kurt tinha trezentos alunos — três vezes maior que a de Monte. Embora Aberdeen fosse Hicksville comparada a Seattle, mesmo assim ainda era um degrau importante acima de Monte. Nunca conseguíamos descobrir onde nos encaixar". Mudar de escola como secundarista teria sido difícil para a maioria dos adolescentes bem adaptados: para Kurt era uma tortura.

Embora fosse popular em Monte — um vestibulando com suas camisa Izod, um atleta por seu envolvimento com os esportes —, em Aberdeen ele era um forasteiro. Mais tarde Kurt contaria casos recorrentes de surras tomadas em Aberdeen e do colegial. Para Kurt, era o professor ideal, como sr.

Kanno antes dele, mostrou ser um dos poucos modelos de papel adulto a que o menino podia recorrer. As pessoas começaram a falar sobre ele, perguntando: O que ele pensa? Kurt sempre desenhava obsessivamente, mas agora, com o incentivo de Hunter, começou a se imaginar artista.

Ele era perito no cartum e, neste caminho, começou a aprender primeiro a arte de contar histórias. Um cartum recorrente desse período foram as aventuras de "Jimmy, o salsicheiro de Prairie Belt", assim apelidado em referência a um produto de carne enlatada. Essas histórias documentavam a infância sofrida de Jimmy — um Kurt sutilmente disfarçado —, que era obrigado a tolerar pais severos. Eu consigo sentir o cheiro de gasolina nele.

Me passe uma chave de nove milímetros, seu nojentinho escroto. E claro que a melhor parte de seu quarto, e de sua vida, era a sua guitarra. Ela tinha agora 35 anos, mas estava namorando homens mais jovens e passando por uma fase que apenas pode ser descrita como o tipo de crise da meia-idade normalmente associada a homens recém-divorciados. Naquele ano ela começou a namorar casualmente Mike Medak, de 22 anos de idade. E íamos a festa. Don ficou embaraçado e levou seu filho para fora da sala.

O incidente se tornaria uma lenda na família, e o caso ainda produzia uma risadinha em Wendy quando ela o contava. Kurt esmurrava quem quer que soltasse essa brincadeira e muitas vezes o fez. Wendy também era atraente a esses rapazes porque ocasionalmente comprava bebida para eles. Uma vez Wendy pagou cerveja para os garotos e os deixou assistir a um vídeo do The Wall do Pink Floyd.

Ficamos embriagados e saímos para dar uma volta. De cabelo curto e com feições de menino, ele parece ter muito menos de quinze anos. Na véspera do Natal havia visitado Mari, que se mudara para Seattle, para pesquisar as lojas de discos.

Pufnstuf, que ele adorava. Kurt fez dezesseis anos no mês de fevereiro seguinte e passou no exame de motorista. Mas o maior acontecimento daquela primavera foi alguma coisa muito mais importante para ele do que sua licença de motorista aprediz — foi um marco sobre o qual Kurt constantemente falou ao longo de toda a adolescência, embora jamais na idade adulta. No dia 29 de março de Kurt fez uma viagem ao Center Coliseum de Seattle para ver Sammy Hagar e o Quarteflash, o primeiro concerto a que assistiu.

Quase cagamos nas calças. Saímos nos arrastando dali e encontramos um lugar nas armações de madeira de cima para observar Sammy. Comprei uma camiseta e Kurt também.

Kurt mais tarde reformularia a história e diria que seu primeiro concerto foi ao da banda punk Black Flag. No entanto, o que todos os seus colegas de classe no Watherwax se lembram foi de Kurt chegar na escola no dia seguinte vestindo uma camiseta enorme de Sammy Hagar e falando como um peregrino que tivesse acabado de chegar da terra Santa.

Cheguei com uns amigos doidões numa van. Era isto que eu estava procurando. Ah, punk rock. Os outros doidões estavam entediados e só ficavam gritando: "Toquem alguma do Def Leppard". Meus Deus, odiei aqueles pentelhos mais do que nunca. Kurt grifava com dois traços "Era isto que eu estava procurando".

In This Country – Robin Zander – Ouvir Música Ver A Letra No Kboing

Era sua epifania — o momento em que seu pequeno mundo subitamente se tornou um mundo maior. Quando Kurt cumprimentou Buzz depois do show, brincou com a vaidade de Osborne e este logo estava bancando o mentor, emprestando discos de punk rock, um livro sobre os Sex Pistols e exemplares surrados da revista Creem.

Os Melvins haviam começado um ano antes, tendo seu nome sido dado em tom zombeteiro, em homenagem a outro empregado do Thriftway. Buzz afirmava ter aprendido a tocar guitarra sozinho, ouvindo os dois primeiros discos do Clash. Pessoalmente, buzz parecia-se mais com Richard Simmons, com seu cabelo afro homem branco, do que com o sujeito do Air Supply.

Buzz distribuía conselhos aos "Cling-Ons", fazia fitas para eles e atuava como o Sócrates de Montesano, um estadista mais velho arengando suas opiniões sobre todas as coisas mundanas para seu bando de seguidores. Era ele quem decidia quem podia ver os ensaios e quem era proibido de fazê-lo, e cunhava apelidos aceitos por todos. Greg Hokanson se tornou "Cokenson". Kurt nunca teve um apelido que pegasse.

Seus amigos nesse período sempre o chamavam de "Cobain". Como Kurt, os Melvins se espraiaram geograficamente de Monte onde Buzz morava com os pais até Aberdeen o espaço de ensaio de Crover.

O baixista dos Melvins era matt Lukin, também de Monte, a quem Kurt conhecia da luta romana e da liga Mirim, e que logo se tornou um amigo. Seu cabelo era muito bonito e macio. Ele o usava semicomprido. Pontual, ele voltou na tarde seguinte e Andrea o premiou com um beijo.

Kurt voltou todos os dias durante uma semana, mas o romance nunca passou dos amassos. Ele se sentou no colo da garota e tocou seus seios. Ela foi para o quarto e tirou a roupa na frente dele, mas Kurt se sentiu enojado de si mesmo e da garota. O pai da garota protestou para a escola que sua filha havia sido molestada e Kurt foi citado como suspeito. Ela morava a duas quadras de sua casa e ele se programava de modo a que fossem juntos para a escola.

Embora muitos garotos na classe achassem Kurt estranho por estar atrasado, Jackie gostava de seu sorriso. Certo dia, depois da aula, ele mostrou a ela um desenho que havia feito de um astro do rock numa ilha deserta.

O homem estava segurando uma guitarra Les Paul com uma caixa amplificadora plugada num coqueiro. Jackie disse que gostava do desenho. Dois dias depois Kurt a abordou com um presente: ele havia redesenhado a mesma imagem, mas no tamanho de um pôster, usando até aerógrafo. Ele deixou o cabelo crescer e raramente o lavava. Suas camisas Izod e os pulôveres de Rugby foram deixados de lado; agora vestia camisetas feitas em casa com os nomes de bandas punk.

Uma que Kurt usava freqüentemente dizia "Bagunça organizada", um slogan que ele fantasiava que seria o nome de sua primeira banda. Kurt, Jesse Reed, Greg Hokanson e Eric e Steve Shillinger desenvolveram um comércio regular com um personagem pitoresco a quem chamavam de "O Gordo", um alcoólatra inveterado que morava no decrépito hotel Morck com seu filho retardado, Bobby.

O Gordo estava disposto a lhe baixar bebida desde que eles pagassem e o ajudassem a chegar até a mercearia. Ele estaria com sua cueca encardida, ela fedia e havia moscas e aquilo era terrível.

Depois, era preciso fazê-lo descer as escadas e ele pesava uns duzentos quilos. E tudo o que tínhamos de fazer para ele era baixar uma garrafa da cerveja mais barata". O Gordo e Bobby formavam uma dupla das mais bizarras, e inadvertidamente se tornaram os primeiros temas de algumas das histórias de Kurt.

Reilly, o anti-herói de a Confederacy of Dunces, de John Kennedy toole. O que Kurt mais gostava era imitar a voz esganiçada de Bobby, provocando acessos de gargalhada em seus amigos. O Gordo passou os anos seguintes dizendo a todos em Aberdeen que amigo maravilhoso era Kurt Cobain.

Jesse e Hokanson. Kurt jamais conseguiu escalar a torre. Trevor Briggs lembra de certa noite na casa dos Cobain quando a batalha entre Kurt e Wendy se estendeu por toda a noite: "Eu acho que ela estava um pouco embriagada e subiu a escada até o quarto dele.

Ela estava tentando fazer uma festa e zoar conosco. Ele ficou puto com ela por causa disso. Por fim, ela desistiu. Ai eu perguntei a Kurt o que ela iria dizer. Ideais conquistados. O'Connor era da idade de Wendy e ganhava 52 Mil dólares por ano como estivador. A ex de Pat ganhou a causa, recebendo 2. Pat se mudou para a casa de Wendy naquele inverno. Nenhum dos filhos de Wendy gostava de O'Connor e Kurt o odiava cada vez mais.

Tal como havia feito com seu pai biológico e Franich, Kurt fez de Pat o objeto de ridículo de muitas de suas canções que faziam as disputas entre Don e Wendy parecerem leves e suaves. Um incidente em particular serviu para fornecer uma da pedras angulares da mitologia musical de Kurt.

Apos uma grande briga, Wendy saiu procurando por Pat e o encontrou, segundo Kim, "traindo-a". Depois que Pat saiu, Wendy e Kim arrastaram um saco de armas por dois quarteirões de sua casa até as margens do rio Wishkah.

Kurt jamais deixava que alguém introduzisse a verdade para atrapalhar uma boa história: o relato de que ele trocou as armas de seu padrasto por sua primeira guitarra era simplesmente bom demais para o contador de histórias resistir. Na verdade, Kurt de fato vendeu as armas, mas empregou o dinheiro apurado para adquirir um amplificador Fender Deluxe. O incidente das "armas no rio" foi apenas um dentre muitos arranca-rabos de Wendy e Pat. Nesse sentido, ele era como a maioria dos adolescentes, embora suas entradas e saídas ocorressem em um ritmo furioso.

Quando Kurt precisava aparecer para alguma tarefa doméstica — como usar o telefone ou assaltar a cozinha —, ele tentava cronometrar suas incursões de modo a evitar Pat. Olhem em volta e vejam os pôsteres do Iron Maiden com cantos rasgados e buracos preenchidos, pregos nas paredes onde ainda hoje se exibem bonés de tratorista.

Depressões na mesa provocada por cinco anos de quarter bounce. Kurt detestava Wendy por sua fraqueza quando se tratava de homens, tal como discordava do desejo de seu pai se casar novamente. Ele estava procurando alguém por quem se apaixonar. Quando Kurt falhou por diversas vezes em viver de acordo com os padrões de Pat, foi chamado de "bicha".

Certo domingo de abril de , as insinuações de Pat eram particularmente veementes: "Por que você nunca traz nenhuma garota para casa? Quando ela e uma amiga quiseram ir embora, Kurt sugeriu que fossem para a casa dele — talvez vislumbrasse uma oportunidade para lavrar um tento com Pat.

Silenciosamente, ele as baldeou para cima sem perturbar os adultos. Shannon estava totalmente embriagada e passou adiante para desmaiar numa das camas separadas na sala de jogos ao lado do quarto de Kurt. Com a amiga incapacitada e sem conseguir andar, Kurt disse a Jackie: "Você pode desabar aqui". Em Jackie, ele havia escolhido uma colega mais do que disposta.

Ela sabia o que ia acontecer em seguida assim que entraram no quarto de Kurt. Kurt apagou as luzes, os dois tiraram as roupas e excitadamente saltaram para a cama e se abraçaram. Enquanto descia marchando pelas escadas, Wendy gritava: "Caia fora da minha casa! Ela observou Kurt e Jackie calçando sapatos numa garota que estava desmaiada.

Ele e Jackie arrastaram a outra garota escada abaixo e saíram debaixo de uma das maiores tempestades do ano. Quando Kurt e suas duas acompanhantes começaram a descer a rua First — o ar fresco havia reanimado a amiga bêbada —, começou a chover e, embora isso parecesse um sinal de mau agouro, antes que o sol nascesse Kurt perderia sua virgindade. Tal como seu encontro com a garota retardada, o prazer e a vergonha eram era impulsos igualmente fortes dentro dele, irremediavelmente emaranhados e confusos.

Dirigiram-se para a casa da amiga de Jackie. Jackie havia alertado Kurt sobre o temperamento violento do seu amantes e, para evitar um confronto, Kurt fingiu que era namorado da outra garota. Quando Hagara e seu namorado saíram, Kurt e a garota acabaram passando a noite juntos. Ele caminhou durante horas pensando naquilo tudo, esperando chegar a hora da escola, observando o sol se elevar e se perguntando para onde sua vida estava indo. Para uma pessoa obcecada com cheiros, era uma experiência inebriante.

Para reviver o ato, tudo o que ele precisava fazer era esfregar os dedos na forquilha de suas próprias pernas e, quando os cheirava, o cheiro dela ainda estava ali.

DOWNLOAD FLASHBACK

No caminho para o Weatherwax, roubou uma flor de um jardim. A outra garota, por sua vez, estava embaraçada por sua imprudência e mais embaraçada ainda pela flor. Foi uma aula dolorosa e, para alguém sensível como Kurt, confundiu ainda sua necessidade de amor com as complicações da sexualidade adulta.

Depois da escola, havia preocupações mais imediatas, a primeira delas a de encontrar um lugar para morar. Buzz o levou de carro para apanhar suas coisas.

Desta vez, estava indefeso e com um temor muito real sobre como poderia cuidar de si mesmo. Ele tinha certeza de que estava partindo, mas sem a menor idéia de para onde estava indo. Wendy estava farta dele. Ela ficaria ali, logo abaixo da superfície, uma dor que cobriria o resto de sua vida com o medo da carência. Quando lhe pediam para esclarecer, Kurt sempre contava uma história de ter sido chutado para fora de casa, abandonado a escola e morado debaixo da ponte da rua Young.

A história de "Morar debaixo da ponte", porém, tal como a das "armas em troca de guitarras", foi em grande parte embelezada por Kurt no relato. Isso era seu próprio revisionismo.

Era um ponto de encontro onde todos os meninos do bairro iam fumar maconha, mas só isso". A história da ponte, porém, é importante, no mínimo porque Kurt a contou enfaticamente muitas vezes. Em certo momento, ele mesmo deve ter começado a acreditar nela. Sua jornada começou na varanda de Dale Crover, onde ele dormia numa caixa de geladeira, enrolado como um gatinho. Entrava furtivamente tarde da noite, encontrava um corredor espaçoso, desatarraxava a lâmpada do teto, esticava seu acolchoado, ia dormir mas se certificava de acordar antes que os moradores começassem seu dia.

Suas habilidades instintivas de sobrevivência o ajudavam bastante e sua vontade era forte. Ali eles dormiam na sala de espera. Depois de cerca de quatro meses morando na rua, Kurt finalmente voltou a morar com seu pai. Enquanto Kurt estava de novo com Don e Jenny, houve ainda outro suicídio na família. Kurt aparou alguns gramados, mas logo ficou entediado.

A maior empresa econômica do condado — a usina nuclear de Suaz vezes mais alto do que o restante do estado. Na noite seguinte Don convidou um recrutador da Marinha para conversar com seu filho. Kurt, para surpresa de todos, ouviu a conversa-fiada. Ao final da noite, para grande alivio do pai, Kurt disse que consideraria a idéia.

Para ele, o serviço militar parecia um inferno, mas era um inferno com um código postal diferente. Para um garoto que vinha morando na rua e dormindo em salas de espera de hospital, a segurança de abrigo e comida sem ter de pagar um preço aos pais pareciam tentadora.

Mas quando Don tentou convencê-lo a deixar o recrutador voltar na noite seguinte, Kurt disse a ele que esquecesse. Foi batizado na igreja naquele mês de outubro, embora nenhum dos membros de sua família estivesse presente.

Pediu a Deus para "Entrar em sua vida". Em me lembro claramente dele falando sobre as revelações e a tranqüilidade a que todos se referem quando aceitam Cristo". Tinha um adolescente que parecia o Beaver, que vinha com um papo de assassinato. Era como um superexagero. A maconha é péssima. Ele freqüentou a igreja por mais três meses, mas sua conversa, como lembra Jesse, "estava se voltando mais contra Deus.

Depois disso, ele entrou num lance anti-Deus". Na época, os dois rapazes pareciam trocar entre si alguma coisa que valia a pena tentando em faltando em suas vidas.

Os Reed moravam numa casa de metros quadrados e os rapazes tinham a liberdade de um vasto espaço no andar de cima. Tocavam o dia inteiro. Reed havia tocado Rock-And-Roll durante vinte anos e participara dos Beachcombers com Chuck, tio de Kurt, e por isso era conhecido da família.

A casa tinha um grande sortimento de amplificadores, guitarras e discos. Em todas entrevistas que ele deu mais tarde em sua vida, afirmou que este foi o primeiro concerto que havia visto. Kurt havia conhecido Krist no colégio e no local de ensaio dos Melvins, mas suas vidas também se cruzaram em um lugar que nenhum dos dois mencionaria novamente — a Igreja Batista Central Park.

Krist vinha freqüentando a igreja, mas mesmo os mais velhos como sr. Reed sabiam que ele estava ali "só pelas garotas".

Krist e Jesse trocaram de guitarra por um tempo: o canhoto Kurt ficou apenas na dele. Tocaram algumas canções srcinais de Kurt com a carga das três guitarras. Depois que Kurt passou a morar com os Reed, fez diversas tentativas breves de voltar ao colégio Weatherwax.

Kurt contou a seus amigos que podia fingir ser retardado para freqüentar classes de alunos especiais. Hunter disse a Kurt que se ele se inscrevesse poderia conseguir uma bolsa de estudos para uma escola de arte.

Uma bolsa e a universidade exigiam a formatura em Weatherwax. Duas semanas depois, Kurt abandonou a escola. Era inverno e o restaurante normalmente estava deserto, o que era bem conveniente para Kurt.

Dave e Chuck haviam gravado um compacto simples com os Beachcombers no inicio da carreira deste grupo — "Purple Peanuts", tendo no verso "The Wheelie" — e esta era uma posse valorizada na casa dos Reed. Kurt e Jesse tocavam constantemente o disco, arremedando-o nas guitarras. O próprio Kurt estava compondo canções religiosamente — ele tinha diversos cadernos recheados de folhas de letras. No instante em que Kurt descobriu este fato, agarrou-se a ele com unhas e dentes.

Os Reed jantavam juntos, freqüentavam a igreja como um grupo e os talentos musicais dos rapazes eram incentivados. Mas foi legal saber que as pessoas gostam da gente". Durante a gravidez, Kurt passou pela casa, e quando Wendy viu o quanto ele parecia perdido, desatou a chorar.

E ele estava, pelo menos por enquanto, mas ai a crise voltou. Em março de , Kurt cortou o dedo lavando pratos no trabalho e num acesso de pânico se demitiu. Convenceu Jesse a abandonar a escola e os dois passavam o dia todo bebendo ou se drogando.

Foi um mês de abril chuvoso naquele ano em Grays Harbor, e, enquanto a maioria dos rapazes de sua idade estava preocupada com a festa de formatura ou se preparando para se formar, Kurt estava mais uma vez procurando um pouso.

Desesperado, finalmente recorreu a misericórdia do governo e começou a receber quarenta dólares por mês em gêneros alimentícios. Kurt adorava o trabalho, particularmente de lidar com garotos. Kevin Shillinger, que morava a uma quadra de distância da ACM, observou Kurt ensinando garotos de cinco e seis anos a jogar T-Ball, uma modalidade de beisebol para crianças- durante toda a aula havia um sorriso enorme no rosto de Kurt. Ele assumiu ainda um segundo emprego de meio período, embora raramente tenha falado sobre isto.

Era um cargo de zelador no colégio Weatherwax. Depois que Kurt deixou a casa dos Reed, Jesse fez o mesmo.

Por algum tempo, a dupla ficou na casa dos avós de Jesse em Aberdeen. O apartamento era alugado com alguns móveis modestos, que eles complementaram com ornamentos de jardim, triciclos Big Whell e espreguiçadeiras de quintal roubadas do vizinho. Uma boneca gigante pendia de um laço e estava coberta de gel de barbear. Havia latas de gel por toda parte no apartamento; tinham sido distribuídas amostras no bairro e Kurt e Jesse descobriam que podiam aspirar os vapores das latas e ficar doidões.

Kurt, Jesse e seus amigos esperavam como lobisomens até que a noite caísse e depois iam aterrorizar a vizinhança roubando móveis de jardim ou pixando prédios. Embora Kurt mais tarde afirmasse que suas mensagens de grafites políticas "Deus é gay" e "Abortem Cristo" eram alguns de seus Slogans , na verdade a maioria daquilo que escrevia era non sense.

Certa noite ele pintava grafites na parede da ACM: sem nenhum toque de justiça poética, no dia seguinte recebeu a incumbência de limpa-la. Na noite de 23 de julho de , o policial Michael Bens estava patrulhando a rua Market — a apenas uma quadra da delegacia de policia de Aberdeen — Quando observou três homens e um rapaz louro num beco.

Os homens fugiram quando o carro de Ben se aproximou, mas o garoto louro ficou paralisado, parecendo um animalzinho indefeso diante dos faróis do carro, e Bens o viu largar uma caneta de grafiteiro. Subitamente, o rapaz desatou a correr até que, duas quadras depois, o carro da radiopatrulha o alcançou. Quando o carro da policia entrou no beco, eu vi e deixei cair o marcador vermelho que havia usado.

Suas impressões digitais foram tiradas, fizeram fotos de seu rosto e depois ele foi liberado, mas foi obrigado a comparecer ao tribunal para uma audiência algumas semanas depois. No relato posterior de Kurt sobre o caso, ele disse que o vizinho batera nele impiedosamente durante horas. Eu sempre estava por perto para protegê-lo. Jesse era baixo como Kurt, mas praticava Halterofilismo e tinha um físico forte.

Durante o período no apartamento rosa. Certo dia, Kurt anunciou que ambos iam cortar o cabelo tipo índio. Foram até os Shillinger, arranjaram tesouras apropriadas e logo Jesse tinha um corte de cabelo indígena.

Quando chegou a vez de Kurt, ele declarou que era uma idéia idiota. Eu era sempre o idiota que todos usavam para fazer experiências. Se havia um produto químico ou uma bebida, eles sempre queriam que eu experimentasse primeiro. Apesar de toda a sua patetice, Jesse tinha conseguido se formar naquela primavera. Certa noite, quando ele estava trabalhando no Burger King, Kurt arrancou as fotos do livro do ano do amigo, colou-as na parede e riscou-as com um Xis vermelho.

Isto denotavam mais o seu próprio auto-desprezo do que seus sentimentos por Jesse. Talvez devido a um surto de vergonha por sua raiva, Kurt resolveu expulsar Jesse do apartamento. Em breve, Jesse estaria morando com sua avó e Kurt, sozinho. De qualquer modo, Jesse pretendia entrar para a Marinha e Kurt se sentia ameaçado por isso. Kurt continuou a compor enquanto morou no apartamento rosa, e, embora a maioria das canções fosse de histórias levemente disfarçadas dos personagens e acontecimento a sua volta, muitas eram bem-humoradas.

Começava assim: ""We are all the same, just flies on a turd" ["Somos todos iguais, apenas moscas num monte de merda"]. Embora suas canções fossem sobre um mundo insular, mesmo nesta etapa Kurt estava pensando grande. M", gabava-se ele para Steve Shillinger. Como tantas de suas idéias na época, nada resultou disso.

Dois meses após a partida de Jesse, Kurt foi despejado. Pela terceira vez em dois anos, Kurt estava em casa. Mais uma vez ele considerou a Marinha. Trevor Briggs estava alistando para o serviço e insistiu com Kurt para que tirasse partido do sistema de amizade da Marinha, mediante o qual eles poderiam ser mandados para o mesmo campo de treinamento. O desemprego aumentara ainda mais em Grays Harbor e as opções eram limitadas para alguém de dezoito anos que abandona os estudos.

Kurt foi até o escritório de recrutamento da marinha na rua State e passou três horas fazendo o teste vocacional ASVAB. Quando o mês de outubro se aproximava e o tempo piorando, as noites eram péssimas no banco do carro.

Lamont Shillinger era um professor de inglês no Weatherwax e, como Dave Reed, também tinha antecedentes religiosos. Embora tivesse abandonado os mórmons anos antes, Lamont ainda tentava ser, conforme ele descreveu, "um ser humano Free-lance decente". Lamont comprou para Kurt uma nova e muito bem-vinda calça Levi's. Em dezembro de , Kurt começou a ensaiar algumas canções que ele compusera, com Dale Crover no baixo e Greg Hokanson na bateria. Ele deu ao grupo o nome de Fecal Matter [Matéria Fecal], e foi esta sua primeira banda de verdade.

Convenceu Crover a acompanha-lo numa viagem até a casa da tia Mari para gravar num gravador de dois rolos e ele passou direto a fazê-lo, Kurt gravou a sua voz primeiro, e depois ele e Crover colocariam a parte da guitarra, do baixo e da bateria sobre o vocal. Mari ficou pertubada com a letra de "Suicide Samurai" ["Samurai suicida"], mas colocou-a na conta de um comportamento adolescente típico.

Quando voltou para Aberdeen, Kurt usou o tape Deck dos Shillinger para reproduzir cópias. A despeito das condições externas, a vida artística interior de Kurt estava crescendo aos trancos e barrancos.

Ele continuou a fazer filmes usando a câmera super Um curta-metragem mudo desse período mostra Kurt caminhando por um edifício abandonado usando uma camiseta da Kisw "Seattle's Best Rock" e tentando se parecer com Jean-Paul Belmondo em Acossado, com os grandes óculos escuros. T e finge aspirar uma enorme quantidade do que parece ser cocaína, um efeito especial que ele criou com farinha e um aspirador de pó.

Nessa primavera, ele tentou começar um negócio decorado pranchas de Skate com grafite. Chegou até a distribuir panfletos pela cidade, mas apenas um adolescentes o contatou, pedindo uma cabeça explodindo. Green lembra de Kurt como um "garoto legal, ainda que um pouco assustado".

Em seu depoimento, Kurt mencionou "costas ruins" quando interrogado sobre suas condições médicas e se descreveu como "19 anos de idade, 61 quilos, 1,70 metro, cabelos castanhos e olhos azuis". Lamont concluiu que sua paternidade sobre Kurt Cobain havia ido longe demais e que Kurt teria de sair sozinho dessa enrascada. Incapaz de pagar a fiança, Kurt ficou na cadeia oito dias. Anos depois, Kurt usou essa experiência para criar o folclore que acentuava sua sagacidade e adaptabilidade.

Sua pornografia caseira estava em tamanha demanda, conforme ele disse, que trocava cigarros e logo coletado todos cigarros da cadeia. Nesse ponto, dizia a história, ele se tornou "o homem" que "controlava a cadeia". A vida na casa dos Shillinger logo chegaria ao fim para Kurt. Ele também começara a brigar com Eric Shillinger, que achava que Kurt havia ficado mais tempo do que lhe havia sido oferecido.

Em certo fim de semana, os Shillinger saíram de férias sem Kurt e ao regressaram descobriam que ele havia coagido os dois cachorros da casa a defecarem na cama de Eric. Segundo todas as versões, foi a briga mais séria em que Kurt jamais se meteu e ele tentou atingir Eric com um pedaço de pau "Eu vi Eric no dia seguinte", lembra Kevin Shillinger, "e ele tinha um olho roxo.

Eu vi Kurt e ele tinha os dois olhos roxos. No dia seguinte ele pagou dez dólares para Steve trazer todas as suas coisas que haviam ficado na casa de Crover.

Krist foi uma das primeiras pessoas a quem Kurt havia presenteado sua fita do Fecal Matter. Ela olhou pelo buraco da fechadura e viu um rapaz alto com os olhos vermelhos e Kurt, a quem ela reconheceu: ele costumava passar as tardes na biblioteca, lendo ou dormindo.

Richard momentaneamente recuou. Mas eles observaram atentamente quando ela começou a cuidar do animal. Andando pela casa, avistaram uma guitarra que pertencia ao marido de Richard e Kurt imediatamente a apanhou; "è uma velha Les Paul. ELa ficava nos fundos de outra casa e este era o motivo para o estranho endereço.

Kurt sempre desejara estar nos Melvins: morar com Lukin foi o mais próximo que ele conseguiu. Como uma vantagem adicional, Lukin tinha 21 Anos, portanto poderia baixar cerveja.

O Gordo logo se tornaria uma lembrança distante. Foi uma casa de festas e, por fim, uma casa de banda. Com Lukin como companheiro de casa, Buzz Osborne e Dale Crover os visitavam com freqüência e, uma vez que a sala de estar estava cheia de equipamentos de banda, havia sessões de improviso. Uma turma variada de "Cling-Ons" dos melvins passou a morar no barraco.

Embora grande parte dos laços se centrasse em torno da meta de se embriagar, esse período tranqüilo na rua Second, leste, foi o mais social da vida de Kurt. Outro vizinho, um idoso senil apelidado de "Hippie Lynyrd Skynyrd" o visitava todo dia para ouvir o disco dos grandes sucessos do Lynyrd Skynyrd de Kurt, enquanto batucava.

Ele tomava o ônibus para a viagem de quarenta quilômetros até a estância litorânea. Quando surgiu uma vaga de arrumadeira, ele indicou a namorada de Krist, Shelli.

Ele dormia nos quartos do motel ou ia assaltar as geladeiras nos quartos depois que as pessoas saiam. O que ele de fato pensava, o tempo todo, era formar uma banda.

Era um estribilho constante em sua cabeça e ele passava horas a fio tentando imaginar como ela poderia ser formada. Buzz havia montado uma — e se Buzz havia concebido uma, certamente ele também conseguia. Ele tinha orgulho em desenvolver-se particularmente quando se tratava do seu desempenho na guitarra: enquanto carregava o amplificador de Buzz, ele imaginava os papéis invertidos.

Suas esperanças foram recompensadas quando Buzz e Dale pediram para dar uma canja com eles em Olympia, na noite de encerramento de um clube chamado Gessco. No entanto, em vez de tocar guitarra, Kurt leu poesia enquanto Buzz e Dale esmerilhavam seus instrumentos. Quando comprava cerveja, normalmente era "Animal Beer", assim chamada porque as latas Schmidt eram estampadas com imagens da vida selvagem.

Shed My Love — Nancy Lee Simply Jessie — Rex Smith Sad Songs — Alessi So Sad — Cheryl Dilcker Emotion — Samantha Sang. You — Silvering I Need Your Love — Dollar You And Me — Alice Cooper Lonely Hobo Lullabye — The Hollies All Through The Night — K. And Sunshine Band Fille Du Vent — Pierre Groscollas El Diablo — Grace Slick Mississipi — Pussycat.

Down To Zero Forever By Your Side Gorgie We Can Last Forever Blue Moon Give Me Your Heart Tonight Give Me Time Is This The End On My On Paradise Remember I Love You Rush Rush Self Pity We Do It The End On My Own — Nikka Costa Yes — Tim Moore Knife — Rockwell Happy Man — Chicago Wildflower — Bee Gees No More Bolero — Gerald Joling Earth Angel — New Edition Like A Fool — Robin Gibb Steady — Jules Shear Reality — Richard Snaderson Abbracci — Marcella Bella.

Acroos The River — Willie Nile The Second Element — Sarah Brightman Cotton, Lloyd And Christian — Mr. I Never Cry — Alice Cooper Lucy — The Hollies Symphony Blue — Kate Bush Hey There Mr. Lonely Heart — John Denver Subcity — Tracy Chapman The Big Parade — Cambodia — Kim Wilde How Long — Lipps Inc. The Model — kraftwerk Soldiers — Bee Gees Write On — The Hollies Warm Ride — Rare Earth Gyspy — Fleetwood Mac Crossing A River — Secret Service Wicked Game — Chris Isaak One More Try — Timmy T.

Fells Like Heaven — Fiction Factory Piano Man — Billy Joel Strange Phenomena — Kate Bush You Needed Me — Anne Murray Sho wMe Heaven — Maria Mckee Seal It Forever — Sandra Mirrors — Sally Oldfield Comme Una Melodie — Richard Anthony Gaye — CliffT.

Ward Carousel — Phil Trainer Garbo — Stevie Nicks Hearts — Marty Balin Drive — The Cars Forever — Alessi Music — F. R David In Your Eyes — George Benson Goodnight My Love — Mike Pinera Deborah — Jon And Vangelis Baby Lies — The Sixties Thomas Living Eyes — Bee Gees